25 de maio de 2010

Perde e Ganha

Sonhava sempre com a mesma coisa
Uma cena de cinema americano
Lutava para salvar o mundo
E no fim sempre ganhava um grande amor

Acordava sempre na mesma hora
Numa cena de favela brasileira
Lutava para sair da cama
E no fim sempre perdia a hora do metrô

2 comentários:

Mariana disse...

Adorei os poemas! Foi vc mesmo que escreveu?
Abraço, Mariana
P.s.: Aquele cachorrinho é muito fofo!!

Felipe A. Carriço disse...

Por isso que cada se torna mais difícil sonhar acordado.