15 de março de 2010

Um Dia, Agora, Já

Um dia não é uma hora
Uma hora não é agora
Agora nem sempre é já

Mas um dia chega a hora
E a hora talvez seja agora
E agora talvez seja já

E não vai mais dar para empurrar

Um comentário:

Felipe A. Carriço disse...

Muito bom, Rica!

Não devemos procrastinar a vida.