28 de dezembro de 2009

Feliz Ano Novo

Mais um ano chegando ao fim, e outro que já começa cheio de esperanças, promessas e desejos de dias melhores. O Delírio do Cotidiano torce para que em 2010, todas estas esperanças, promessas e desejos não fiquem apenas como metas em nossas vidas, da mesma maneira que todos os dias vemos o céu se reinventar em cores, formas, estilos e destinos diferentes, que possamos também fazer o mesmo com a nossa vida sem deixar cair na monotonia, sem se abalar pela rotina pesada e cansada e sem esconder o sorriso nos dias difíceis. Que possamos nos reinventar cada dia e tornar tudo mais bonito e alegre para nós e para aqueles que nos rodeiam, que possamos moldar cada momento com as cores e formas mais lindas que conseguirmos imaginar e, se por acaso a tristeza aparecer, pintar um lindo e belo arco-íris no céu da nossa vida. Viver bem é encarar tudo com alegria!
Vamos fazer acontecer!
Feliz ano novo para todos nós!
Obs 1: Na foto, um belo arco-íris que apareceu para enfeitar o colorido céu de final da tarde após um forte temporal em minha cidade natal, Rosário do Sul.
Obs 2: O Delírio do Cotidiano, como de costume nesta época, entra de férias e pode ficar um tempinho sem atualizações, pois estarei por ai, sentado na beira do mar contemplando a paisagem junto de meu amor e de algumas das pessoas que amo e consegui reunir neste período.
Obs 3: Espero todos vocês aqui em 2010 para muitos e muitos delírios! Até lá!!!

16 de dezembro de 2009

Um Ano

Um ano se passou...
Quem diria que a vida daria uma volta assim?
Por muito tempo olhei de longe, nas muitas vezes que dividíamos o mesmo recinto.
Os meus olhos fixos acompanhavam cada sorriso, cada movimento teu.
Encontros e desencontros foram constantes mas eu sempre sabia o gosto exato que teriam teus doces beijos, bastava apenas fechar os olhos e lembrar, imaginar.
Eu sempre quis mais, eu sempre te quis, e nunca consegui esconder isso de ninguém. Era o meu sonho, e para minha imensa sorte, o mundo fez uma curva forte, e eu que não acreditava em alma gêmea, que achava que nunca tínhamos sido partidos ao meio para ter que procurar "a outra metade" me senti verdadeiramente completo no momento em que finalmente te reencontrei.
Hoje vou ao delírio diariamente ao perceber que todo aquele sonho bom que eu tinha era apenas uma pequena parte da mulher mais encantadora do mundo. Linda como só os anjos podem ser, dona de um sorriso estonteante, olhos espetaculares e de cores mutantes, de uma imaginação fértil e engraçada e de um coração enorme, que só não é maior do que a pureza que carrega na alma, conquista ainda mais meu coração, já completamente apaixonado , a cada momento de convívio.
Um ano se passou! Um delicioso ano que mudou tudo em minha vida e que tenho a certeza que será o primeiro de muitos. Um ano em que o amor foi regado, cultivado e pulverizado por todos os cantos por onde passamos. Um ano em que a minha casa passou a ser nossa casa e meus planos passaram a ser nossos planos. Um ano em que eu disse e ouvi todos os dias, antes de dormir e ao acordar, um sonoro e verdadeiro EU TE AMO acompanhado de muitos abraços apertados e beijos doces. Um ano em que a mulher dos meus sonhos virou a mulher da minha vida, a minha mulher, a mais pura realidade.
Parabéns para nós, meu amor, por este ano de amor, cumplicidade, companheirismo, amizade, desejo, respeito, felicidade e muitos delírios.
Que nossa eternidade seja exatamente assim como este ano que completamos juntos, MELHOR A CADA DIA!
Te amo, minha Lua Linda!

Obs: Texto publicado com alguns dias de atraso devido a correria do dia-a-dia, mas, de maneira alguma eu poderia deixar passar em branco esta comemoração aqui no blog, afinal, toda a beleza dos Delírios do nosso Cotidiano simplesmente não existem sem amor.

9 de dezembro de 2009

Consciência

Dizem que toda história tem duas versões
Que tudo na vida tem dois lados
Mas como saber qual é o certo
Quando ambos não conseguem ficar calados?

8 de dezembro de 2009

Direto Na Cara

Nunca se recuperou direito
Aquela verdade direto na cara
Foi um golpe mais que perfeito
E mesmo sem deixar marcas
Todo o dia sente sangrar o peito

7 de dezembro de 2009

Delírio do Cotidiano em casa

A imagem acima é do quadro de 35x50cm do já publicado aqui no blog, Momento de Delírio. Se tu também quer ter algum Delírio do Cotidiano estampado na sua casa, entre em contato comigo pelo e-mail rrretamal@gmail.com que a gente conversa. ;)

4 de dezembro de 2009

Previsão Para O Final De Semana

Previsão para o final de semana:
Lá fora pode ter sol, chuva ou granizo
Pouco importa
Pois aqui dentro vai ter amor, carinho e sorriso
Sem compromisso
Sem hora
Bem do jeito que a gente adora!

27 de novembro de 2009

Em Tratamento

O médico e seus amigos já haviam dito para parar, com aquela mistura, era apenas uma questão de tempo para que tudo saísse de controle. Não conseguia mais completar seus raciocínios e nem dormia mais a noite, e cada vez que tentava convencer os outros de que estava bem acabava piorando a situação.
Todos pensavam que não tinha mais saída, mas depois de tanta insistência ele resolveu tentar. Não por achar que precisava, mas sim por consideração as pessoas que gostava e insistiam tanto.
Hoje faz uma semana que ele começou a se cuidar. Ainda está oscilando entre um ou outro, mas misturar, ele jura que não vai mais. Ele afirma ser outra pessoa desde que tomou a decisão e se diz curado. Os mais próximos dizem ele está bem melhor mas ainda estão de olho pois tem medo que ele tenha uma recaída, já o médico afirma que o controle será diário e eterno, um preço alto que ele terá que pagar por anos misturando excessivamente amor, ciúmes, posse e obsessão. Uma bomba relógio sempre prestes a explodir, que ele ingenuamente chamava de paixão.

26 de novembro de 2009

Something About Us

Quando música, tecnologia e criatividade se encontram só pode sair coisa boa.
No vídeo, um incrível "cover" de Something About Us do fantástico Daft Punk utilizando um Nintendo DS, softwares, sintetizadores e até um solo em um fabuloso Theremin.

Simplesmente sensacional!

24 de novembro de 2009

Da Janela Da Minha Casa

Da janela da minha casa eu via quase tudo
Carros e pessoas passando depressa pela rua
A vizinha distraída andando pela sala nua
Pássaros voando aos montes
Nuvens se perdendo na linha do horizonte
A lua, a chuva, o sol
Solitários fumando na sacada enrolados em lençol

Da janela da minha casa eu via quase tudo
E por muito tempo eu olhei
Tudo que aconteceu eu analisei
Esperava que algo viesse de fora a toda velocidade
Sonhava que esse algo traria junto a minha felicidade
Eu praticamente não dormia
E sonhava mais com este milagre a cada dia

Da janela da minha casa eu via quase tudo
Até que um dia eu a fechei
De tanto olhar para fora, cansei
Parei na frente do espelho e abri o olho devagar
Me assustei quando vi que tinha um estranho a me encarar
A tempos que ele forçava a esse duelo e eu sempre fugia
Mas algo tinha mudado e já não mais o temia

Da janela da minha casa eu via quase tudo
Mas me dei conta de que "quase" não é tudo e sai porta à fora
Sem dor, sem rumo, sem hora
Não sei quantos rostos diferentes já encarei
Não faço idéia de quantos caminhos eu já passei
Agora eu ando pelo mundo todo dia
E a cada passo crio meu próprio milagre com pitadas de alegria

19 de novembro de 2009

Momento de Delírio

--Clique na imagem para ampliar--
Momento de Delírio, por Rica Retamal - 2009
Para obter esta imagem, ou qualquer outra publicada aqui, em alta resolução, entre em contato por um dos meios listados em "Serviço de Bordo".

16 de novembro de 2009

Descoberta

Estava quieto, atirado no sofá quando ela passou lenta, despretensiosa e deliciosamente pela sua frente fazendo com que naquele exato momento tudo em sua volta desaparecesse. Seus olhos começaram a acompanhar todos os movimentos enquanto ela caminhava de um lado a outro da casa, meio sem rumo, com aquela roupa de usar somente em domingos chuvosos. Foi quando ele percebeu que gostava muito de ver sua mulher toda produzida, mas que gostava mais ainda de vê-la sem retoques, afinal, linda e estonteante ela era por natureza.
E seus domingos chuvosos nunca mais foram os mesmos.

10 de novembro de 2009

Nada a Declamar

--Clique na imagem para ampliar--
Nada a Declamar, por Rica Retamal - 2009
Para obter esta imagem, ou qualquer outra publicada aqui, em alta resolução, entre em contato por um dos meios listados em "Serviço de Bordo".

9 de novembro de 2009

O Que Me Resta

Pela janela da sala acompanho o tempo mudar. A brisa amena da lugar ao mormaço e o céu fechado grita que hoje será mais uma daquelas noites em que não verei a luz do luar.
Só me resta fechar os olhos e sonhar.

5 de novembro de 2009

Depois do Banho

--Clique na imagem para ampliar--
Delírio do Cotidiano: Depois do Banho, por Ricardo R. 2009
Para obter esta imagem, ou qualquer outra publicada aqui, em alta resolução, entre em contato por um dos meios listados em "Serviço de Bordo".

3 de novembro de 2009

Sobrevivente

--Clique na imagem para ampliar--
Delírio do Cotidiano: Sobrevivente, por Ricardo R. 2009
Para obter esta imagem, ou qualquer outra publicada aqui, em alta resolução, entre em contato por um dos meios listados em "Serviço de Bordo".

30 de outubro de 2009

O Sofrimento Da Caneta

Dizem por ai que o papel aceita tudo...
Pois eu digo:
Quem sofre mesmo com isto é a caneta!

Ela é quem deixa as marcas
Por gosto ou a contragosto
Palavras feias ou rabiscos

Só não sofre mais por se sentir realizada
Deixando declarações de amor
Poemas, desenhos bonitos
Ou qualquer simples recado
Que seja para uma pessoa amada

29 de outubro de 2009

O Soco Final

Primeiro bateu para depois perguntar
E acabou deixando marcas na cara de quem não merecia
Voltou para casa com a consciência pesada
E com muito mais ferimentos do que pretendia

Foto: The Final Punch, por Ricardo R. - 2009
Para obter esta imagem, ou qualquer outra publicada aqui, em alta resolução, entre em contato por um dos meios listados em "Serviço de Bordo".

28 de outubro de 2009

Na Saída Do Bar

O pneu furou
O carro derrapou
Capotaram várias vezes
Até parar no terreno abandonado

O velocímetro trancou
O relógio parou
Agora marcam para sempre
A hora e a imprudência do fato consumado

Hoje,
Um punhado de flores
Deixadas perto do muro
Tenta desesperadamente a todos alertar

Mas os carros
E seus donos esquecidos
Bebem mais do que o devido
E passam rápido demais para notar

27 de outubro de 2009

Processo Criativo

Do pó e da azia fez a poesia que transformou o ar e a dor no mais puro amor

26 de outubro de 2009

Para Denise

-(Carta entregue à minha irmã, no dia do seu casamento, (24/10/09)-
Muito mais que irmã, uma segunda mãe, minha melhor amiga e as vezes minha maior inimiga também, dividiu muitos momentos comigo, bons e ruins, e eu aprendi muito durante esse intenso e inesquecível convívio.
As risadas até altas horas da madrugada, as lágrimas transformadas em risos por uma simples palhaçada, as empreitadas de malhação para tentar entrar em forma, os momentos em que a amizade e o companheirismo falavam mais alto e que o ombro sempre se mostrava presente para dar aquela recostada e suspirar as dores e as angustias da correria do dia a dia.
Cinema, jantares, bares, boates e até em raves foi comigo. Uma parceria sem igual!
E um belo dia, veio a mágica que faltava...
Sabe quando a gente faz aqueles desejos na virada do ano? Normalmente a gente fantasia e exagera um pouco, faz promessas que sabe que não vai cumprir, e sonha que no ano que vai começar, a gente vai encontrar tudo aquilo que ainda não achou até o momento.
Quando a meia noite daquele revellion em família (quase completa) no litoral gaúcho passou e 2008 virou 2009, algo muito forte aconteceu e tudo em minha vida mudou, e essa diferença toda não se deu só por atos e escolhas minhas, mas também por uma pessoa muito importante com quem dividi intensamente os 28 anos anteriores da minha vida, 18 deles na casa mais alegre que conheço, lá em Rosário, outros 10 anos aqui em Porto Alegre e que esse ano, com muita alegria, comecei a contar como mais uma nova etapa.
Certamente a gente caprichou na concentração na hora dos desejos para o ano novo.
Eu fico pensando em tudo que aconteceu, em como as coisas mudaram, e o mais importante, em como o sorriso está muito mais presente em nossos rostos agora.
Este esta sendo um ano de grandes transformações, um marco para o começo de novas histórias, onde a paixão apareceu para mudar o rumo de nossas vidas.
Fico muito feliz ao ver que estás muito melhor, apaixonada por um cara fantástico que não mede esforços para te ver feliz. Todos que te rodeiam estão felizes por ti e sentem essa energia maravilhosa que tu transmite. É impossível não ser contagiado por tamanha alegria.
Essa é a nova faze que eu comecei a contar, o começo de uma vida de muita felicidade.
Desejo que os sorrisos, sempre presentes em nossos rostos neste ano de 2009, sejam eternos.
Vamos continuar pulverizando o amor por todos os cantos pelo resto de nossas vidas!
Que tu sejas muito feliz! Tu merece muito!
TE AMO!
Beijos do teu irmão e amigo, Ricardo R.
Na foto, os agora casados Paulo e Denise e os noivos Lua e Ricardo celebrando e pulverizando amor.

23 de outubro de 2009

Auto-Retrato

--Clique na imagem para ampliar--
Delírio do Cotidiano: Auto-Retrato, por Ricardo R.
2009
Para obter esta imagem, ou qualquer outra publicada aqui, em alta resolução, entre em contato por um dos meios listados em "Serviço de Bordo".

21 de outubro de 2009

19 de outubro de 2009

Yuka

--Clique na imagem para ampliar--
Delírio do Cotidiano: Yuka, por Ricardo R.
Primavera de 2009
Para obter esta imagem, ou qualquer outra publicada aqui, em alta resolução, entre em contato por um dos meios listados em
"Serviço de Bordo".

18 de outubro de 2009

O Diferente

As vezes tenho pretensão de ser melhor, nunca tive vocação para ser pior, sempre tive certeza de que minha mente processa tudo de maneira diferente, só que diferente do que, até hoje eu não sei.

13 de outubro de 2009

Cafeína

--Clique na imagem para ampliar--
Delírio do Cotidiano: Cafeína, por Ricardo R.
Primavera de 2009
Para obter esta imagem, ou qualquer outra publicada aqui, em alta resolução, entre em contato por um dos meios listados em
"Serviço de Bordo", na barra lateral.

2 de outubro de 2009

Caminho

--Clique na foto para ampliar--
Delírio do Cotidiano: Caminho, por Ricardo R.
Primavera de 2009

30 de setembro de 2009

Caixinha de surpresas

Ela, fanática por futebol, daquelas que vai ao estádio e sabe de cor e salteado a escalação do seu clube do coração, sempre jogou no ataque, namorando goleiros, zagueiros, meias de contenção, meias de ligação e alguns volantes, mas num contra-ataque rápido do destino foi pega com a defesa desarrumada, toda fora do lugar, e ele aproveitou o espaço para, em condições legais, invadir a área e marcar com estilo um lindo gol. Logo ele que, decorado, sabia apenas os nomes dos personagens da sua novela favorita. Esse jogo é mesmo uma caixinha de surpresas...

24 de setembro de 2009

Cool Clown

--Clique na foto para ampliar--
Delírio do Cotidiano: Cool Clown, por Ricardo R.
Inverno de 2009 - Porto Alegre

21 de setembro de 2009

All We Need Is Love

--Clique na imagem para ampliar--
Delírio do Cotidiano: All We Need Is Love, por Ricardo R.
Inverno de 2009

16 de setembro de 2009

Questão de Gosto

Parou por um instante.

Nunca tinha pensado nisto, até que ouvira aquela pergunta: "Quem é seu ídolo?"

Pensou mais um pouco e se sentiu estranha com a conclusão que chegou. Será que ela não era normal? Será que ela tinha algum problema?

Não tinha, nunca teve e achava que provavelmente nunca teria um ídolo. Gostava de diversas pessoas, cada uma por um ou mais motivos... inteligencia, talento, beleza, criatividade, e outras infinitas qualidades ou até mesmo defeitos.

Também não tinha um livro, um filme, e tão pouco uma música preferida, simplesmente gostava e não classificava de melhor a pior.

Perguntou-se em silêncio: Como seria possível comparar a sabedoria de Ghandi com a genialidade de Leonardo da Vinci? Como seria possível comparar a leveza dos poemas de Quintana com o peso e a sujeira das palavras de Bukowski? Como seria possível comparar a doce inocência de Amelie Poulain e seu fabuloso destino com a fúria de Vincent Vega em Pulp Fiction? Como seria possível comparar a dor incrustada em um blues com um solo frenético de uma guitarra Floydiana?

Buscou dentro de suas entranhas as respostas para essas perguntas e não encontrou nada. Ficou fascinada pela diversidade existente, pelas sutis diferenças do ser humano e por se dar conta de que gostava das coisas sem idolatrar algo ou alguém.

Hoje, quando lhe fazem qualquer uma destas perguntas que tem que se colocar as pessoas ou as coisas em ordem, sorrindo, ela simplesmente da de ombros e responde: "Sei lá!".

10 de setembro de 2009

InSonha

A insônia sonha com sono e sonhos
Que parecem nunca chegar

E dorme de tanto esperar...

8 de setembro de 2009

Delírio do Cotidiano no Abduzeedo

Gostaria de compartilhar este momento com vocês.
3 de minhas fotos, já postadas aqui no blog, foram publicadas no site de artes gráficas Abduzeedo, na seção chamada "Daily Inspiration" (Edição #293)
Esta seção é um apanhado de trabalhos para inspirar o dia de quem acessa o site, que por sinal reúne trabalhos incríveis do mundo inteiro e tem a participação ativa de muitos brasileiros.

Aqui está o link para a publicação: http://abduzeedo.com/daily-inspiration-293

As 3 fotos publicadas lá são essas daqui:
A Origem Da Lã: http://deliriodocotidiano.blogspot.com/2009/08/origem-da-la.html
O Surreal Mora Ao Lado: http://deliriodocotidiano.blogspot.com/2009/08/o-surreal-mora-ao-lado.html
Fotografarte: http://deliriodocotidiano.blogspot.com/2009/07/fotografarte.html

Fiquei muito feliz e honrado com a publicação.
Delírios do Cotidiano podem e devem render bons frutos!

Abraço a todos! :D

31 de agosto de 2009

A Origem Da Lã

--Clique na foto para ampliar e entender--
Delírio do Cotidiano: A Origem Da Lã, por Ricardo R.
Inverno de 2009 - Nova Petrópolis

Conta a história que depois que crescem, caem dos galhos e já saem pastando.
Dizem também, que quando caem, quicam no chão de tão fofas que são.
Depois é só ter prática para conseguir pegá-las para tosquiar...

28 de agosto de 2009

Esperando Por Ela

Passa logo, tempo
Quero abraçar meu amor sem demora
A casa fica vazia, sem alegria, enquanto ela está fora.

Amor, vem agora!!!

Mensagem enviada para o celular dela...

27 de agosto de 2009

O Surreal Mora Ao Lado

--Clique na foto para ampliar--
Delírio do Cotidiano: O Surreal Mora Ao lado, por Ricardo R.
Inverno de 2009 - Parque Germânia - Porto Alegre, RS

26 de agosto de 2009

Compromisso Cancelado?

Não sei se lembro,
Nem sei se penso
Não sei o que falo

Não sei qual foi
Ou se não foi
Se confundi
Ou se simplesmente não ouvi
Tudo que os outros falaram

Seja quem for
Seja o que for
Será que alguém
Se é que alguém
E há que ter alguém
Que tenha anotado

Não tinha ficado registrado
Numa agenda
Ou num papel amassado
Uma reunião importante
Para esses dias passados?

Ou será que estou com o pensamento enrolado?
Obrigado!

Enviado para a lista de e-mails do pessoal do Núcleo de Arte Psicodélica da Ultravision, por conta de uma reunião que era para sair e não saiu.

21 de agosto de 2009

20 anos sem Raul

Hoje completa 20 anos do dia em que um dos maiores roqueiros que já existiu no Brasil partiu, certamente de carona em algum disco voador, dessa para uma melhor.
Ele nasceu a 10 mil anos atrás, foi uma metamorfose ambulante, de carimbador maluco à cowboy fora da lei, defendeu uma sociedade alternativa em que as pessoas seriam felizes sem precisar do ouro de tolo, até entrou na onda de também reclamar e foi mosca na sopa de muita gente, fez rock com o diabo, foi pastor de igreja invisível, deu conselhos para o Al Capone, plantou capim-guiné, falou da natureza, do homem e até pediu ajuda para o moço do disco voador. Não quis mais andar na contra-mão e nem por isso parou na pista. Pegou o trem das 7 no metrô linha 743 no dia em que a terra parou. E este dia foi a exatos 20 anos.
Raul Seixas se foi mas a sua música continua viva na vida de todas as pessoas. O Maluco Beleza deixou um rastro de poesia, loucura e muita diversão que passa de geração para geração de maneira natural, tanto que é muito difícil encontrar alguém que não saiba cantar pelo menos uma de suas fantásticas músicas. Raul embalou e ainda vai embalar momentos da vida de todos. Pelo menos na minha vida, Raul esteve, está e estará presente para sempre.
Hoje é um dia de homenagem a este grande artista que mudou para sempre a música desse país.
Hoje é dia de soltar aquele clássico grito que sempre se ouve por ai...
Hoje é dia de "TOCA RAUUUUULLLL!!!!!!"

O Delírio do cotidiano deixa aqui registrado sua infinita admiração por esse maluco beleza que inspirou e que vai sempre ser trilha sonora de muitos delírios.

"Eu não sou louco, é o mundo que não entende minha lucidez."
Raul Seixas

20 de agosto de 2009

Máxima da modinha

"Todas as gerações dão risada da moda antiga, mas seguem religiosamente a moda atual." (Autor desconhecido)

17 de agosto de 2009

TXT Island

Excelente animação em Stop Motion!

Um dia, quem sabe, eu chego lá...
Vi lá no excelente site Scene 360 Ilusion

12 de agosto de 2009

Feliz Aniversário

Os anos passavam para ele como para qualquer outra pessoa.
Dizia não sentir, mas era evidente em sua face que não tinha mais aqueles 20 anos de antigamente. Percebia que o tempo estava passando, ao menos um pouco, pelos amontoados de cabelos brancos que sempre brincava serem fruto de suas imensas preocupações, mas ainda gostava praticamente das mesmas coisas, usava as mesmas gírias, quase o mesmo estilo de roupa, era apaixonado pela mesma garota e ainda ficava ansioso esperando a chegada do seu aniversário.
Mas uma coisa, além dos cabelos brancos, fez ele perceber que o tempo havia passado...
A ansiedade que sentia ao ver o aniversário se aproximar não era mais pelo fato de ganhar muitos presentes, mas sim por querer saber se alguém iria lembrar, esperar durante todo o dia, os que de alguma maneira iriam lhe parabenizar.
Definitivamente ele estava ficando velho!

Hoje completo mais um ano de vida. Fico velho, mas fico muito feliz ao olhar para trás e ver tudo que passei, tudo que conquistei, tudo que vivi! A idade não está nas rugas ou no ano de nascimento, mas sim na cabeça de cada um, e na minha, ainda sou aquele guri cheio de esperança e vontade de fazer diferente e tentar, a cada dia, fazer do mundo um lugar melhor para viver, espalhando e colhendo felicidade, amor, paz, igualdade, gentileza e muitos delírios...
Feliz aniversário para mim!!!

4 de agosto de 2009

Noite de Domingo

Ela na sala, deitada no sofá
Ele na cozinha, pensando no que teria para o jantar
A música já transitava alta pela casa inteira
Quando os primeiros acordes daquela canção começaram a tocar
Ele largou o que estava fazendo e correu para tirá-la para dançar
Ela riu e questionou o motivo do ocorrido
Ele respondeu dizendo que a melodia e o momento
Fizeram lembrar que o destino lhe haviam sorrido
E de pantufas no tapete da sala deixaram a música guiar
Entre beijos, desejos, promessas e sorrisos
Dançaram sem pensar na semana corrida que iria começar

3 de agosto de 2009

Operação Pandemia

Nunca consegui acreditar no pânico transmitido pelos meios de comunicação em relação ao vírus H1N1, a famosa Gripe Suína. Casos parecidos no passado, e que só geraram um consumo frenético de medicamentos e até prejudicaram pessoas, me fazem duvidar friamente de coisas desse tipo.
Esse documentário pode não ser 100% correto, mas mostra fatos e ligações estranhas entre pessoas que no final de tudo, ganharam ou ganham dinheiro com essa pandemia louca.
Assista e tire suas próprias conclusões:

Que o vírus está ai, é fato, mas será que todo este caos gerado pela mídia é realmente necessário?
Eu, sinceramente, acho que não...

Vi lá no Sedentário & Hiperativo

UPDATE: Após mostrar o vídeo para um colega de trabalho, ele me mostrou este outro aqui:

MUITO BIZARRO!
Esta propaganda é de uma campanha de vacinação realizada nos EUA em 1976. Naquela época, cerca de 40 milhões de pessoas foram vacinadas e pelo que andei lendo por ai, 25 pessoas morreram por causa de efeitos colaterais da tal vacina.

Quase esqueci de avisar: Este post contem alto risco de contaminação pelo vírus dos porcos. Se depois de ler você começar a roncar e fuçar, atravesse a fronteira mais próxima e compre remédios clandestinos sem receita em países vizinhos!

31 de julho de 2009

Fotografarte

--Clique na foto para ampliar--
Delírio do Cotidiano: Fotografarte, por Ricardo R.
Inverno de 2009 - Porto Alegre, RS

29 de julho de 2009

À Espera Do Milagre

--Clique na foto para ampliar--
Delírio do Cotidiano: À Espera Do Milagre, por Ricardo R.
Inverno de 2009 - Rosário do Sul - RS

23 de julho de 2009

The Guitarist

Totalmente sem tempo para postar, devido ao trabalho que está corrido e o curso de fotografia que estou fazendo, passo aqui para deixar mais um registro fotográfico do DC.
--Clique na foto para ampliar--
Delírio do Cotidiano: The Guitarist, por Ricardo R.
07/2009 - Rosário do Sul - RS

Na foto, o talentoso guitarrista Guilherme, meu irmão (o mesmo do curta "Guri no Volante"), mostra todo seu estilo nas ruas da megalópole Rosário do Sul - RS (não sabe onde fica??? Sem problemas, quase ninguém sabe mesmo...)
E o guri toca bem mesmo... ainda vai longe!!! Da-lhe Guiro!!!!

16 de julho de 2009

Menino dos Óculos

--Clique na foto para ampliar--
Delírio do Cotidiano: Menino dos Óculos, por Ricardo R.
07/2009 - Porto Alegre - RS

Na foto, Lua e Ricardo no Parque da Redenção.
Porque além de tirar fotos, eu adoro aparecer nelas...

9 de julho de 2009

Brilho da Noite

Delírio do Cotidiano: Brilho da Noite, por Ricardo R.
07/2009 - Porto Alegre - RS

8 de julho de 2009

Novo Visual

O Delírio do Cotidiano passou por uma pequena reformulação, ganhando roupa nova, cabeçalho, rodapé e um logo que acompanhara todas as postagens como um "carimbo".
O logo, criado pela Lua, buscou seguir o conceito do blog, de simplicidade, representado pela fonte escolhida e de liberdade de pensamento e mente aberta, representado pelos parênteses invertidos.
As imagens se fazem mais presentes no blog ultimamente, tendo em vista que estou investindo fortemente na área da fotografia, mas os textos e poemas sempre terão seu espaço garantido. A idéia é cada vez mais unir os textos com as imagens.

Espero que gostem!
Sintam-se em casa na minha Nau, e voltem sempre!
Abraço.

1 de julho de 2009

Cores

Delírio Do Cotidiano: Cores, por Ricardo R.
06/2009 - Porto Alegre - RS

23 de junho de 2009

Um Barbear Sem Cortes


Delírio Do Cotidiano Produções apresenta: Um Barbear Sem Cortes
Filme produzido utilizando a técnica de Stop Motion com + ou - 260 fotos, no primeiro dia do inverno de 2009. Produção, Roteiro, Iluminação, Fotografia e Edição de Ricardo R., com a colaboração da Lua, que ajudou na edição final e criou o novo logo do blog, que a partir de agora estará presente em todas as publicações.

19 de junho de 2009

Um Verso Num Verso

Um verso impresso, inverso, num verso

Um verso incerto

Ou certo

Depende da tua imaginação...


Num verso, inverso, impresso um verso

Num verso certo

Ou incerto

Depende da tua visão...


Qual a tua impressão?

17 de junho de 2009

Minimalistas

- MINIMALISTAS - Quadros: Denise Retamal - Fotografia e edição: Ricardo Retamal

8 de junho de 2009

Frio

O inverno chegou e o frio esparramou
Pessoas encasacadas
De expressões fechadas e rostos gelados
Caminhando a passos apressados
Pelas calçadas das ruas umidecidas
Tudo para seguir rotinas básicas
Esforçando-se para manter suas almas aquecidas

2 de junho de 2009

Meu amor

Amo com todo carinho
Acarinho com todo sabor
Saboreio com todo cuidado
Cuido com todo desejo
Desejo com todo amor

Dona dos meus sorrisos
Que meu mundo transformou
Teus olhos criam caminhos
Teus braços removem espinhos
Teus beijos mudam quem sou

29 de maio de 2009

Que exemplo tu dá?

Para pensar...

Criança Vê! Criança Faz! Dê o exemplo!

27 de maio de 2009

Pensamentos Loucos

A noite caia rápido enquanto voltava para casa atrasada, com o passo apressado, pensando sobre tudo ao mesmo tempo... trabalho, marido, filhos, a comida, a previsão do tempo... gritando, gesticulando, questionando e discutindo com seus pensamentos.
Tão concentrada, tão preocupada, não percebeu na hora o grupo de jovens que passava por ela. Só depois, ao ouvir as gargalhadas e os gritos de "Louca!", "Velha Louca!"
Se aquietou e pensou: "Louca até vai, quem não é? Mas velha... aí não, seus pirralhos de merda!"
Ergueu a cabeça e seguiu seu caminho sorrindo...

22 de maio de 2009

Perseguição

Persigo teu rastro durante o dia
Em todos e com todos os sentidos
Norte, Audição
Sul, Visão
Leste, Olfato
Oeste, Tato
A cada encontro uma festa
Uma guerra
Uma explosão
Meu mundo inteiro regido
Pelo teu poder
Pela tua sedução

18 de maio de 2009

Mudança

A estante daqui, vai para aquele lado
O quadro dali, vem para essa parede
A mesa passa para cá
O sofá vai para lá
A cadeira sai da sala e vai lá para o quarto
Isso entra
Isso sai
Este outro fica onde está
Assim...
Um pouco mais para o lado...
E pouco a pouco a casa vai se modificando
Moldada de acordo com os novos
E com os velhos gostos
Deixa de ser minha
Para tornar-se, enfim
Nosso lar

15 de maio de 2009

Fim do Filme

Tinha nos olhos
Na expressão de cansaço
A dor e o peso de toda uma vida dura
Nos lábios
Que por muito tempo
Só o gosto do amargo havia provado
O sorriso da momentânea vitória
Que desde sempre esperava
E julgava que merecia
Sentado no chão de um barraco imundo
Em meio a pilhas de dinheiro
Resultado de intenso trabalho
No ousado assalto do meio dia
Sorria leve
Enquanto as sirenes e gritos
Preenchiam aos poucos a sala vazia

(Tiros ao fundo...)

Subiram os créditos finais...

13 de maio de 2009

Visto e Revisto

A arte é vista
A arte é revista
A arte é vista em revista
A arte é revista em vista
Grossa

12 de maio de 2009

Quem Sou Eu?

Alguns dizem que sou egoísta
Não me importo
Me considero apenas um pouco mais realista que o normal
Mas no fundo sou um cara como outro cara qualquer
Mas diferente...
Não tenho fortuna no banco
Nem contas no exterior
Nem carro importado
Nem ao menos um barbeador decente
Pra remover o que ainda não evoluiu de minha face
Pra tentar parecer mais moderno
Fingir ter um pouco de classe...
Mas fingir nunca foi meu forte
Tenho pouco juízo e muita sorte
Quase sempre me dou bem no final
Bebo muita cerveja
Arroto seguido à mesa
Uso brinco na orelha
Tenho tatuagem
E gosto de causar impacto
Com minhas palavras
Com meus desejos
Com minhas atitudes
Ou mesmo com meus cortes de cabelo
Sou assim
Simples e complicado
Doce e salgado
Hora empacado, hora inspirado
Um eterno apaixonado
Não sei ser meio termo
Não gosto de viver pela metade
Me jogo de corpo e alma
Amo perdidamente
Enlouquecidamente
Com o ódio é que é diferente
É por apenas alguns segundos que mostro meus dentes
Depois vira passado
Em partes... Nunca aprendi direito a perdoar
Sou orgulhoso demais para isso, talvez ... vai saber...
Me considero bem educado
Mérito dos meus pais, um orgulho pra mim
Minha família é bem diferente das que vejo por ai
Uma pena, pois todas deveriam ser assim
Minha casa é sempre alegre, feliz
Amor, afeto, amizade, solidariedade e respeito
Ensinados no dia-a-dia com muito carinho
Exatamente como quero quando tiver os meus filhos
Quero fazer o mais parecido possível com o que tive
Se conseguir, terei certeza que eles serão pessoas do bem
Penso muito em mim e em quem está bem próximo
Gosto de agradar, de proteger, de cuidar
Gosto que fazer com que os que me rodeiam
Saibam que eu os amo
Diariamente!
Eu me amo muito
Muito mesmo
Gosto de me fazer feliz
Acho que é por isso que alguns dizem que sou egoísta
Por fechar a porta para o externo e proteger o "meu mundo"
Um lugar imensamente bonito
Onde vivem minha família, meu amor e meus amigos de verdade
É aqui que quero ficar
É nesse mundo que eu gosto de viver
Se isso é ser egoísta, que seja então
Ainda bem que eu não me importo...
Pois amo muito viver assim

8 de maio de 2009

Pela Janela

Pela janela eu vejo a rua
Transmissão ao vivo
Da realidade nua e crua
E o que se vê
Pra todo lado
São grades, trancas
Cadeados e rostos fechados
Movimentos vigiados
Por câmeras, seguranças
E olhares desconfiados
Já nascemos ferrados
Condenados
Pelo medo trancafiados
Todo mundo é bandido
Mesmo depois que se prove o contrário...

7 de maio de 2009

Teatro Mágico - De Ontem em Diante

De ontem em diante serei o que sou no instante agora
Onde ontem, hoje e amanhã são a mesma coisa
Sem a idéia ilusória de que o dia, a noite e a madrugada
são coisas distintas
Separadas pelo canto de um galo velho
Eu apóstolo contigo que não sabes do evangelho
Do versículo e da profecia
Quem surgiu primeiro? o antes, o outrora, a noite ou o dia?
Minha vida inteira é meu dia inteiro
Meus dilúvios imaginários ainda faço no chuveiro!
Minha mochila de lanches?
É minha marmita requentada em banho Maria!
Minha mamadeira de leite em pó
É cerveja gelada na padaria
Meu banho no tanque?
É lavar carro com mangueira
E se antes, um pedaço de maçã
Hoje quero a fruta inteira
E da fruta tiro a polpa...
Da puta tiro a roupa
Da luta não me retiro
Me atiro do alto e que me atirem no peito
Da luta não me retiro...
Todo dia de manhã é nostalgia das besteiras que fizemos ontem...
Fernando Anitelli - Teatro Mágico

29 de abril de 2009

Cidade Enredo

A cidade brota do chão enredando-se na direção do azul infinito...
(Clica na foto para ela ficar ENORME)

27 de abril de 2009

Preparar... Atenção... JÁÁÁÁÁÁÁÁ!!!

Lentamente os veículos vão se posicionando
E em instantes todos os competidores estão enfileirados
Os motores transpiram nervosismo, apreensão e adrenalina
Nem um milésimo de segundo pode ser desperdiçado
Começa a contagem regressiva
Todos parecem estar preparados
Bom... Nem todos...
Alguns são avisados pelos insistentes avisos sonoros
Que fazem questão de tomar conta do ar
Sempre causando um imenso alvoroço
Preparar... Atenção... JÁÁÁÁÁÁÁÁ!!!
O aguardado sinal verde é finalmente apresentado
Libertando os competidores para o asfalto quente
Como se libertasse animais selvagens que estavam engaiolados
O giro alto dos motores deixa tudo ainda mais complicado
O canto dos pneus no asfalto e o cheiro de combustível no ar
Revelam a luta feroz por cada minúsculo espaço
Os competidores por pouco não se batem
Tirando finos e acelerando forte se afastam
O som dos motores vai aos poucos diminuindo
Os veículos vão sumindo no horizonte
E no mesmo ponto de antes
Outros competidores começam a se aproximar
O amarelo que rapidamente muda para o vermelho
Indica que ali eles vão ter que se posicionar
E em instantes os novos competidores estão enfileirados
Os motores novamente transpiram nervosismo, apreensão e adrenalina
Nem um milésimo de segundo pode ser desperdiçado
E assim continua a cada três ou quatro minutos...
Durante todos os dias
A sinaleira prepara o grid de largada e dá a partida
E todos saem em disparada pra essa loucura que é o dia-a-dia

22 de abril de 2009

Justificativa...

Depois de tanta intimidade versada
De palavras doces, rimadas
Soltas, largadas ao alcance do mundo
Me fecho por um momento...

Não dominado pela escuridão
Mas sim pelo clarão em meu céu
Pela intensidade das coisas vividas
E pelo receio de que elas não caibam
Nem em partes, quanto mais por inteiro
Na imensidão de cada folha de papel

E assim continuo
Mais real
Mais discreto
Menos no papel
Muito mais poético
E feliz...

14 de abril de 2009

Sonhando com a Realidade

O sonho viaja rápido
Tornando-se aos poucos
Realidade
O corpo todo se agita
O frio na barriga se intensifica
O coração, forte, palpita
De tanto amor
De tanta felicidade

7 de abril de 2009

Trocando Poema Por Imagem

Troco, hoje, um poema por uma imagem
Dizem que uma delas vale mais que mil palavras, então...
Ricardo, bem faceiro, no "mundo da Lua"...

1 de abril de 2009

Beleza?

´ö`
´|`
/\
Estética patética
Dor
Lamento
Doença
Sofrimento
Busca frenética
Por um padrão de beleza
Esquelética
...

30 de março de 2009

Vídeo - Guri no Volante

Mais um curta para divertir...
Desta vez estrelando meu irmão Guilherme.

Guri no Volante

Guri no Volante - Produção delirante de Ricardo R. feita com a técnica de Stop Motion no outono de 2009 em Porto Alegre - RS.

27 de março de 2009

Futuro Promissor?

Filosofia em plena luz do dia
Discussões políticas, analíticas
Criticas deslavadas
De alma lavada
De face empinada
E barriga vazia...

Onde nossa juventude vai parar
Se a ética e a moral
Dos que tem exemplo a dar
Foi-se embora pelo ralo da pia?

25 de março de 2009

Cuidado...

Certo ou errado
Natural ou enlatado
Integral ou desnatado
Vestido ou pelado
Cheirado ou injetado
Perdido ou encontrado
Sonhado ou viajado
Inteiro ou esfarelado
Bonzinho ou endiabrado
Ferrado...
Cuidado com suas escolhas
Muito cuidado...
Ou você pode acabar cruelmente excomungado

24 de março de 2009

Como Eu Prefiro

Charmosa e elegante
Com um salto ajudando na altura
Andar confiante
Desfila atraindo olhares pela rua
Olhar estonteante
Ilumina mais que um banho de lua
Produzida e provocante
Linda
Mas eu continuo a preferir vê-la nua

20 de março de 2009

Poema Cabeça

Tem que escrever só coisas "cabeça"
Algo que ninguém, antes, tenha visto
Ou até algo antigo, revisto
Pra fazer as pessoas usarem o pensamento
Imaginar, sonhar, desejar
Que aquilo que esta ali escrito
Não seja apenas um punhado de letras
Mas que ganhe força, cresça
E quem sabe um dia realmente aconteça

18 de março de 2009

Café da Manhã

Café, chá, torrada
Suco, manteiga, bolacha salgada
Geleias e frutas picadas
Na mesa pode não faltar nada
Mas o café da manhã não existe
Sem a delícia do som da tua risada

16 de março de 2009

Da Lavoura Até a Mesa

A carga vai aos poucos
Se perdendo pela estrada
Da traseira do velho caminhão
Enquanto no barraco
O prato para mais uma jornada
É uma nutritiva sopa de papelão

11 de março de 2009

Rotina Fedida

Todo dia ele sorria
Quando peidava
Enquanto lavava a cara na pia

10 de março de 2009

A Lua

Some das minhas vistas nos primeiros minutos do dia
E só volta a iluminar quando o manto escuro da noite
Já se alastrou bem mais do que devia
Tem dias que, de repente
Antes da tarde chegar se faz presente
Deixando tudo mais calmo e feliz
Porém, por vezes fico a procurar
Sem nem ao menos saber por onde começar
Sem enxergar um palmo na frente do nariz
Contigo o romance paira no ar
O pensamento vai além do que se pode imaginar
Transforma tudo em magia e luz
Mas quando as nuvens insistem em te esconder
Deixam-me tão louco
Que não quero nem saber...
Esqueço o mundo
Esqueço tudo
Fecho os olhos e fico a sonhar
E me imagino nadando em um imenso mar
Iluminado apenas pela beleza
E pelo brilho intenso do teu olhar...

9 de março de 2009

Mudança

A correria do dia-a-dia
Certa vez
Deixou meu mundo mais feio
A louça toda na pia
A roupa suja no cesto
A cama sempre vazia
Um sorriso curto
E um aperto forte no peito
...
Até que um dia acordei
Amei
E completamente entregue
Alegre
Delirei
...
A correria já não mais invadia
Ao menos com toda aquela sua ousadia
Aprendi aos poucos a dosar insanidade
Em meio a esta turbulenta realidade
E assim
Feliz
Continuei

6 de março de 2009

Minha Menina

Jeito de menina
Corpo de mulher
Sempre decidida
Faz de mim o que bem quer

4 de março de 2009

Ânsia e Idade

A ânsia invade a cidade
Destrói a alma
Devora a calma
Não se importa com a idade
...
Ansiedade
Devoradora de felicidade

26 de fevereiro de 2009

A Casa

A casa está lotada
De gente
De diversão
A casa está enfeitada
De fantasia
De inspiração
A casa está agitada
De alegria
De emoção
A casa está tomada
De amor
De gratidão
A casa é a morada
De todo o bem
Que cabe no coração

18 de fevereiro de 2009

Delírio Delirante

Delírio delirante
Delírio nosso de cada dia
Não é algo preocupante
É viver
É não deixar a mente vazia
Delirar faz bem a todo instante
De noite
Ou em plena luz do dia
Delire o delírio delirante
Saia do óbvio
Voe distante
E a felicidade lhe fará companhia

17 de fevereiro de 2009

EndiViver

E pensar em todo tempo que se perde simplesmente por se preocupar
Olhar parado... pra frente ou pro lado...
Pensamento desligado... bloqueado
Tentando achar soluções sem se ter a mínima idéia do que fazer
Dormindo sem adormecer
Deixando de dar a devida atenção a coisas que realmente importam
E a pessoas que merecem muito mais do que simplesmente conviver
Coisas como esta me fazem perder o sono, penso as vezes que vou enlouquecer
E me levam a desejar todos os dias antes de me recolher
Que o amor e a amizade sejam maiores sempre, infinitamente...
Que as dificuldades que tenho ou que por ventura um dia venha a ter

16 de fevereiro de 2009

Máxima do amor

"O amor não é um brechó de relacionamentos antigos... O amor é alfaiate! Tem que ser feito sob medida!"
Fabrício Carpinejar - Escritor gaúcho - durante entrevista ao programa Autores & Livros da TV Assembléia de Porto Alegre

13 de fevereiro de 2009

Quando Olho

Quando olho para trás
Vejo tudo que passou para ter direito de aqui ter chegado
Um grande aprendizado...

Quando olho para frente
Vejo o maravilhoso futuro que surge diante dos meus olhos
Um lindo caminho a ser trilhado...

Quando olho para o lado
Vejo a força do amor que faz desaparecer todo obstáculo encontrado
Uma felicidade que só sente quem está perdidamente apaixonado...

12 de fevereiro de 2009

Ricardo R. - Nos Mínimos Delírios

Pra quem quiser ouvir, ai está um set mixado por mim.
É só clicar no Play!
Espero que gostem! ;)

Ricardo R. - Nos Mínimos Delírios
Genre: Minimal
Date: January 2009
Duration: 55:09

4 de fevereiro de 2009

Todo Dia

No embalo de nossos sorrisos
Nos arranhões contidos em teus gemidos
Enlouqueço...
E me desmancho de prazer

3 de fevereiro de 2009

Descoberta

A chuva caia lentamente
No parabrisa do carro estacionado
O som cantava um rock gostoso
Num ritmo bem embalado
O vento entrava suave pela fresta da janela
Carregando o cheiro do molhado
Esperava ansioso por ela...
A moça linda que depois de muito tempo
Havia reencontrado
E quanto mais o tempo passava
Mais seu peito ficava apertado
Ainda não sabia
Mas assim que ela surgiu
Deslumbrante
Tudo ficou muito claro
Não lhe restava nenhuma dúvida
Estava completa e perdidamente
Apaixonado...

30 de janeiro de 2009

Sem palavras

A força do teu olhar
E o brilho do teu sorriso
Encantam e me fazem sonhar
E dizem tudo aquilo que preciso

28 de janeiro de 2009

O Desenho

Rabisquei em folhas soltas
Deslizando levemente o pincel
Com tintas coloridas
Fiz uma paisagem
E um casal apaixonado no papel
Embrulhei em forma de presente
Endereçando a você
Na companhia de um laço perfumado
Com um pequeno bilhete enfeitado
Que assim dizia:
"Linda da minha vida
Dona de todo o amor que tenho,
Consegues ver o desejo
Através do meu desenho?"

*Poema escrito com a ajuda da linda moça que ganhou o desenho de presente*

20 de janeiro de 2009

Teu, Meu... Nosso!

Nem teu, nem meu... Nosso!

Como o suor que escorre pelo corpo
Deixando marcas na cama e na mente

Como os braços, pernas, pensamentos
E sonhos que se enroscam sutilmente

Como os segundos que não batem mais
E passam leves pela face sorridente

Como os suspiros, beijos e mordidas
Que fazem o dia começar deliciosamente

Nem teu, nem meu... Nosso!

16 de janeiro de 2009

O Olhar

No teu sorriso me perco
Chego a sonhar
Na tua pele deslizo
Sem vontade de me separar
No teu cheiro deliro
Passo o dia a me deliciar
Enquanto desvendas os meus desejos
Com teu belo e intenso olhar

12 de janeiro de 2009

Experimentação...

Viva, aproveite de corpo e alma cada experiência
Não existe regra, não existe certo ou errado
Existe apenas o caminho trilhado. É tudo que somos!
Empenhe-se ao máximo e será recompensado.
Não apenas no final, mas durante todo o trajeto.

(Clica na foto e lê o que o Osho fala sobre Experimentação em "Osho - De A a Z"...)

9 de janeiro de 2009

Ação... Reação

Olhar... Começar
Toque... Choque
Abraço... Descompasso
Beijo... Desejo
Suspiro... Delírio
Sorriso... Paraíso
Explosão... Paixão

8 de janeiro de 2009

Playing For Change: Peace Through Music

Vi isso lá no Alma da Geral dos meus amigos Guga e Têmis e tive que "surrupiar" pra cá...

Playing For Change: Peace Through Music
Song Around the World "Stand By Me"


No matter who you are
No matter where you go in life
You go need somebody to stand by you
No matter how much money you got
Or the friends you got
You go need somebody to stand by you

Cultura Digital. A tecnologia rompendo fronteiras e transformando o mundo.
Vamos todos cantar juntos...

7 de janeiro de 2009

Dia de aula

Do lado oposto da sala ela não presta muita atenção na aula
Talvez saiba que eu olho para ela... (elas sempre sabem...)
Mas finge não saber
O braço sustenta a cabeça sobre o caderno fechado
Seu rosto, através da expressão, transparece cansaço
Mas sem deixar, jamais, a beleza de lado
E continua a não me ver...
Sua pele clara como a neve combina de maneira espantosa com seus olhos
Seu cabelo dourado, que a todo momento ela deliciosamente joga para o lado
Cobre uma parte do seu rosto de menina e um de seus olhos esverdeados
Sem maquiagem pesada, lábios rosados perfeitamente desenhados
Como o mais doce anjo dos meus sonhos juvenis
Passo a aula encantado com tamanha pureza
Deslumbrado com sua incrível leveza
E nem percebo o tempo passar...
A aula acabou e ela se foi
Não sei o seu nome, muito menos sua história
Apenas seu perfume ficou na memória
Acompanhando por onde quer que eu vá
Sigo andando, pensando, lembrando...
Quem sabe um dia ela me nota
E na sala de aula, a cada vez que cruzar pela porta
Eu veja um lindo sorriso brilhar

6 de janeiro de 2009

Bom Dia

Nada melhor que acordar ao teu lado
Me perder em teus olhos encantados
E ver teu lindo sorriso aparecer
Sentir teu gosto
Entre beijos, carícias e abraços
Ouvir teu coração pulsar forte
Para então, "Bom dia!" poder te dizer

Aquela Foto

Busquei na chuva, na noite, nos livros e poemas de amor
Mas nada inspirou mais do que olhar aquela nossa foto
E lembrar dos teus beijos, do teu cheiro e do teu calor

5 de janeiro de 2009

Delirio do Cotidiano

Dia desses me peguei pensando sobre minhas escritas... todo esse "sentimentalismo exagerado", carregado de um romantismo que ultimamente parece tão fora de moda... Lembrei também de todas as confusões que já me meti por conta dessa forma de expressar as idéias, sendo mal interpretado ou até mesmo acertando o "alvo errado"... Já aproximei e encantei muita gente, mas também já assustei e magoei... Mas agora isso não vem ao caso...
O fato que mais me chamou a atenção é que nesta análise, percebi que o grande mestre, inspirador e até homenageado no nome do blog, o velho e rabugento Charles Bukowski certamente enlouqueceria lendo minhas poesias rimadas, musicadas e um tanto quanto melosas...
Confesso que isso realmente me fez pensar muito, mas ai percebi que a homenagem continua valendo, pois me dei conta de que se por acaso ele viesse criticar alguma coisa eu simplesmente o mandaria longe e seguiria tomando minha cerveja sossegado, e continuaria escrevendo meloso, musicado e rimado. Se é ruim ou bom pouco importa, escrevo para agradar a mim mesmo.

Feliz Agora

Depois de umas merecidas férias, estou de volta.
A correria foi tão grande que nem consegui deixar um post avisando que sumiria por uns tempos, mas não da nada. O que importa é que mais um ano começou e que as esperanças estão renovadas. Mas não da pra ficar só nas esperanças, tem que fazer por merecer. Então, mãos a obra.
Um ano novo começou, não ganhei na mega-sena acumulada nem chegamos a paz mundial.
É apenas uma data, como outra qualquer. A vida tem que ser feita todos os dias, sem importar se o ano é velho e vai acabar ou se esta apenas por começar. Viver com intensidade cada minuto é o que traz aquela tal de felicidade, tão planejada e pouco encontrada, porque ela não está no futuro e sim aqui mesmo. O ano novo vai ser como desejarmos e lutarmos para ele ser.

Deixo aqui uma mensagem que recebi em um cartão de natal este ano e gostei muito...
(Cartão de natal é uma coisa que lembra minha infância, dos natais que passei na casa dos meus pais, com a árvore decorada e um monte de cartões de natal com mensagens bonitas escritas a mão se estendiam sob a lareira. Cartões estes que eram prontamente respondidos, ou até mesmo eram respostas dos que o meu pai enviava... Hoje em dia com as facilidades da internet e dos recados no orkut, este hábito praticamente desapareceu, restando apenas algumas empresas que enviam o mesmo cartão impresso para seus clientes... normalmente frios e distantes, mas as vezes tem uma mensagem que agrada, como esta que reproduzo abaixo, talvez pelo fato da música ser tão presente na minha vida, vai saber...)

Um ano termina e outro começa. É como um músico que executa sua canção como se fosse a última vez que a tocasse, criando um final apoteótico.
Um novo ano começa, com uma nova regência, com outra melodia, outro ritmo.
Vamos tocar juntos, plenamente afinados, em sintonia com o mundo que nos ouve e com aqueles que nos acompanham.


Então, vamos tocar, cantar, assobiar, ou simplesmente ouvir esta "nova" melodia.
Feliz ano novo para todos, mas principalmente e sempre, um FELIZ AGORA!