18 de dezembro de 2008

Sem resposta

Muitos dos versos que te escrevi

Se perderam nas fortes curvas do vento

Talvez até tenham chegado aos teus olhos

Mas jamais saberei o impacto que causaram

Ou se entraram como queria em teu pensamento

Assim, perdem sua força e ficam trancados no tempo

Pois versos que não recebem respostas

São como palavras bonitas ditas apenas pra dentro

5 comentários:

A Outra disse...

eu sempre respondo...
sempre.

hehehe

beijos, amore.

Celine disse...

Sem resposta é maldade;

Nine disse...

eu respondria!

Beijos =*

Flávia disse...

Eu já disse muitas coisas ao vento, hoje prefiro que caiam em solo fértil - ou em um coração aberto.


Beijos, querido. Feliz Natal!

Larissa Santiago disse...

Sr. Versos Perfeitos, te desejo boas festas e tudo de melhor no próximo ano!
;)