5 de março de 2008

Reencontro

E de repente, o tempo parou
E com tudo na volta congelado
Todo o entorno desbotado
Tudo mais deixado de lado
Ela, sorrindo
Simplesmente olhou para o seu lado
A garganta secou
A pulsação disparou
E naquela fração de segundo
Para ele o mundo se completou
Ela caminhava rapidamente
Cada vez mais sorridente
Direto em sua direção
Mas antes que ele acordasse
E esboçasse qualquer reação
Ela dá um passo para o lado
Como quem facilmente se livra
De um obstáculo preso ao chão
E abraça sua antiga amiga
Que a aguardava encostada no balcão.

2 comentários:

A Outra disse...

é...
as aulas começaram...

hehehhee

beijos!!!!

RIC@RDO disse...

eu avisei né... :P
hehehehehehe