18 de dezembro de 2008

Sem resposta

Muitos dos versos que te escrevi

Se perderam nas fortes curvas do vento

Talvez até tenham chegado aos teus olhos

Mas jamais saberei o impacto que causaram

Ou se entraram como queria em teu pensamento

Assim, perdem sua força e ficam trancados no tempo

Pois versos que não recebem respostas

São como palavras bonitas ditas apenas pra dentro

15 de dezembro de 2008

Diariamente

Não faço muitos planos
Apenas deixo acontecer
Da forma que vier
Da melhor forma que puder
E vivo a alegria do presente
Diariamente

12 de dezembro de 2008

Teatro Mágico

Um pouco de música porque hoje é sexta-feira e também porque ontem eu fui no show do Teatro Mágico... Muito bom por sinal!
Clica no play e curte...

Teatro Mágico e Zeca Baleiro - Xanéu Nº 5


"Enquanto pessoas perguntam por que, outras pessoas perguntam por que não?
Até porque não acredito no que é dito, no que é visto.
Acesso é poder e o poder é a informação. Qualquer palavra satisfaz. A garota, o rapaz e a paz quem traz, tanto faz. O valor é temporário, o amor imaginário e a festa é um perjúrio. Um minuto de silêncio é um minuto reservado de murmúrio, de anestesia. O sistema é nervoso e te acalma com a programação do dia, com a narrativa. A vida ingrata de quem acha que é notícia, de quem acha que é momento, na tua tela querem ensinar a fazer comida uma nação que não tem ovo na panela que não tem gesto, quem tem medo assimila toda forma de expressão como protesto..."
Letra completa aqui!

11 de dezembro de 2008

Tá ali...

Do outro lado, brilhou um sorriso pelo bar esfumaçado
Tá ali... Tá lá...
Uma beleza daquelas que pouco se vê na vida
Enfeite no cabelo, vestido colorido, pulseiras, All Star preto...
Entrou em minha mente e só. Foi-se embora...
Tá ali... Não tá...

9 de dezembro de 2008

Se um dia fosse lhe escrever um poema

Se um dia fosse lhe escrever um poema
Inventaria rimas loucas e românticas
Para vidrar seus olhos e chamar a sua atenção

Se um dia fosse lhe escrever um poema
Criaria quantos versos fossem necessários
Para chegar lá no fundo de seu coração

Se um dia fosse lhe escrever um poema
Não usaria termos complicados de difícil interpretação
Não correria o mínimo risco de lhe causar confusão

Se um dia fosse lhe escrever um poema
Não usaria lápis, caneta, pedra, tijolo ou carvão
Não riscaria qualquer papel
Muito menos num muro ou no chão

Se um dia fosse lhe escrever um poema
Seria em tua alma com palavras simples
Rimas e versos carregados de verdade
Vindos direto da minha paixão

Se um dia fosse lhe escrever um poema
Seria real, sem sonhos ou ilusão
Hoje isso não passa de uma suposição
Talvez um dia eu lhe escreva um poema
Ou quem sabe, talvez não...

8 de dezembro de 2008

Despertar

Eu hoje acordei
Para dedicar meu dia a tua formosura
E respirar todos os teus desejos
Te envolver e te cobrir com aqueles beijos
Que faz fechar teus olhos
E sussurrar teus mais íntimos segredos
E me faz delirar...

Eu hoje acordei
Para viver a nossa história com toda energia
E celebrar a nossa incrível sintonia
Dançar ao som daquela nossa melodia
Que o rádio a tempos não se lembra de cantar

Eu hoje acordei
Para resgatar um pouco daquele nosso tempo
Te ver sorrindo enquanto andamos contra o vento
E de mãos dadas visitar a alegria
Sonhar juntos em plena luz do dia
E de amores novamente levitar...

Eu hoje acordei pra te amar

4 de dezembro de 2008

Artur - o Arteiro

Tirinha do Artur - o Arteiro, do meu amigo Rafael (Vespo)
Não sei porque mas essa tirinha lembra meu tempo de colégio... hehehehe

Nossa Eternidade

Aquele beijo que ficou pela metade
Aquele amasso que parou sem piedade
Aquele romance que virou só vontade
Aquele cheiro que deixou tanta saudade
Tão seu, comprado na loja da esquina
Tão meu, impregnado nas mãos até lava-las na pia
Tão nosso, como naquele único e delicioso dia

3 de dezembro de 2008

Fédemais...

Se a força que faz na reza
Fizesse para acontecer
Quem sabe os erros que comete
Servissem mais para aprender
Do que para pedir desculpas e se arrepender

2 de dezembro de 2008

Visita

E depois de muitos anos eles se reencontram. Nem o tempo nem a distância destruiu os laços firmes de uma grande amizade. Eles se olham e sorriem, se abraçam bem apertado, e brincam entre si como se apenas alguns dias tivessem se passado.
Nas suas aparências, pouca coisa havia mudado, mas em suas cabeças o mundo havia se revolucionado.
Agora ela tem um filho, lindo e esperto demais. Ele o pega no colo e se emociona, sente vontade de não largar mais.
As horas passam lentas e confortávelmente suaves entre conversas, risos e bobagens... iguais as horas de anos atrás... Iguais não, melhores agora, pois junto estava aquele guri de olhos gigantes e azuis, prestando muita atenção em todos os movimentos e falas, rindo e fazendo eles darem risadas, o centro das atenções.
Sentiu vontade de que aquela tarde durasse para sempre, mas os caminhos seguiram seus rumos distintos.
Por um momento sentiu-se triste, mas depois se deu conta de que não importa que a distância os separe, nem que o tempo seja enorme até que se encontrarem novamente, mas sim o sentimento de satisfação e alegria pelo reencontro, por conhecer pessoalmente seu novo amigo e a certeza de que nunca, jamais nessa vida, esta amizade entre os três vai se acabar.
Amo muito vcs, Geisa e João Miguel!
Tomara que não leve tanto tempo para nos encontrarmos novamente.

Saudades...

28 de novembro de 2008

Livre

a mente livre


não segue formas


cores


ou esquemas


simplesmente escorre


entre pensamentos


sonhos


dilemas...


e leva consigo


tudo aquilo


que


um dia...


possa vir a ser


um feio


ou belo


poema

26 de novembro de 2008

No silêncio da noite...

No silêncio da noite
A libido escraviza nossos corpos a vontade
Na respiração pulsante
A luta para que o fôlego jamais se acabe
Na entrega inebriante
O desejo de se ter cada momento eternizado
No descansar triunfante
A satisfação recompensante de amar e ser amado

23 de novembro de 2008

Até Quando?

Até quando vamos destruir aquilo de deveria ser apenas contemplado?
Até quando vamos poluir aquilo que deveria ser eternamente preservado?
Já estamos pagando o preço, e ele é extremamente caro...

21 de novembro de 2008

A Busca

Vagando pela emoção
Perdido na imensidão de ser
Solto na escuridão
Na busca de um belo amanhecer

17 de novembro de 2008

Quintanisse

...os verdadeiros versos não são para embalar, mas para abalar...
Mário Quintana

16 de novembro de 2008

Ao Acordar

Talvez fosse uma ilusão

Um fato perdido na madrugada

Talvez fosse uma invenção

Um delírio criado pela mente extasiada

Teria certeza que tudo não passou de um sonho

Não fosse a delícia do teu perfume

Guardado em minha camisa amassada

15 de novembro de 2008

Nós a sós...

A noite chegou, bem como havia sonhado
O caminho, por teu sorriso, foi iluminado
Vi a porta aberta, entrei
E encontrei o meu paraíso encantado

14 de novembro de 2008

Nós

Corpos separados
Pensamentos enroscados, sintonizados
Apenas aguardando o anoitecer

12 de novembro de 2008

Ajude a Combater os Spammers

Como vocês todos sabem, o Spam é uma das maiores pragas da internet.
Existem muitas maneiras de tentar minimizar isso, mas pouca gente utiliza, como enviar e-mails com cópia oculta, não acreditar em historinhas idiotas, etc.
Recebi hoje uma coisa muito interessante, que se funcionar, não vai acabar com o problema, mas vai complicar a vida desses malditos spammers. Seria legal se mais gente participasse dessa campanha que segue abaixo:

Ajude a Combater os Spammers


Os robôs de WWW (chamados também de wanderers ou spiders) são programas que acessam recursivamente páginas interligadas. Quando o robô de um spammer visitar seu Web site, blog, forum de discussão, etc., extrai de cada página os endereços de email.
Você pode ajudar a combater essa prática!
Inserindo um link para esta página, toda vez que o robô de um spammer fizer a varredura do seu site/blog/hp, ao acessar o link receberá centenas de milhares de contas de e-mail inexistentes. Quanto mais simples for o robô, maior a overdose! Para implantar basta apenas incluir nas suas páginas um código.
Ao acessar esta página, o robô será envolvido em um loop infinito de links para páginas geradas dinamicamente repletas de endereços inexistentes - baseados em domínios utilizados pelos 10 maiores Spammers da Internet, comprometendo seriamente a base de dados, o que forçará o Spammer a frequentemente ter que realizar a demorada tarefa de verificar todas as contas de e-mail, ou então tratar o retorno de zilhões de mensagens:-)

Para obter o código para seu site ou blog, acesse: http://portuguese.spampoison.com/
Eu já aderi colocando na barra do lado aqui no blog!
Vamos lá!! Todos juntos contra o SPAM!!!

10 de novembro de 2008

Meu Paraíso

Entre copos, confidências, conversas e sorrisos

Vidrado em teus olhos, sonhando com teus beijos e gemidos

Me desarmo, perco o sono, a fome e o juízo

E percebo com clareza: Tu és minha versão do paraíso!

7 de novembro de 2008

Todo Dia Diferente

Todo dia olhar para frente, e ver no horizonte um caminho diferente.

6 de novembro de 2008

Teoria das duas cabeças

Baseado nos e-mails e conversas que tive após a publicação do conto abaixo, exponho aqui uma teoria que tenho sobre o fato e o impacto de se ter duas cabeças trabalhando num mesmo corpo:

"Ter duas cabeças "pensantes" não e um problema para os homens, já que elas são usadas para coisas distintas. Uma se preocupa com a felicidade e o bem estar momentâneo, enquanto a outra se preocupa, dentre outras coisas, com felicidade e bem estar a longo prazo.
O problema está no fato de que a cabeça que pensa no bem estar momentâneo, possui uma velocidade de raciocínio infinitamente maior que a do longo prazo, já que o pensamento não precisa ser lógico, racional e fundamentado... É apenas botar pra dentro.
E depois... bem, depois a outra que se preocupe com as consequências..."
Ricardo R.

Isto também pode ser aplicado as mulheres, pois apesar de elas não terem uma "cabeça" lá embaixo, algumas pensam muito mais ou tão frequentemente quanto os homens.
E elas ainda tem a vantagem de que quando querem, é muito mais fácil, afinal, sempre vai ter algum cara pensando no curto prazo por perto, já para os homens não é bem assim...

Obs: Algumas mulheres acham que "lá em baixo" só serve para fazer "pipi" e nunca pensaram com ela... o que é um grande desperdício... :P

4 de novembro de 2008

Lâmpada Queimada

Já passava das 10 da noite de uma terça-feira chuvosa. Desceu do ônibus no ponto de sempre após mais um dia de trabalho e aula e caminhava solitário pela rua quase abandonada em direção a sua casa.Ainda estava a umas duas quadras de casa quando percebeu a frente uma menina-mulher em uma parada de ônibus. Aparentemente ela apenas aguardava o ônibus, mas as vezes as aparências as vezes enganam. Quanto mais se aproximava dela, mais ela o encarava e analisava detalhadamente. Ele também encarou ela, analisou detalhadamente seu rosto bonito e seu corpo bem servido de carnes, na proporção exata para o pecado, ainda mais com mini-saia que ela usava e a deixava mais deliciosa ainda.Ao chegar bem ao seu lado, ela gentilmente o chamou:
-Oiiii!
Sua voz aveludada e manhosa o paralisou imediatamente e ele prestou toda a atenção do mundo no que aqueles lábios vermelhos e carnudos iriam dizer. Num movimento rápido mas delicado, sentiu os dedos pequenos e macios dela segurando seu braço. Ela deu um passo em sua direção e falou próximo ao seu ouvido quase sussurrando:
-Estou precisando de uma ajuda aqui em casa... Por acaso poderia me ajudar a trocar uma lâmpada que queimou e eu não alcanço?
Numa fração de segundos, milhares de coisas passaram pela sua cabeça. Poderia ser uma armadilha para um assalto, poderia ser um sequestro, poderia ser uma assassina, ou poderia ser que ela precisasse de ajuda mesmo, e mesmo que isso fosse o mais improvável, e como ele não tinha muita coisa a perder, resolveu arriscar e aceitou a tarefa.
Ela lhe indicou um portão de um local onde durante o dia funcionava um estacionamento. Eles entraram e ela passou uma corrente no portão. Dentro do estacionamento tinha um casebre e ele gelou completamente ao ver que ela se dirigia para ele, mas agora não dava mais para voltar... Respirou fundo e seguiu.Ao entrar no casebre havia uma mesa no centro do que seria a sala e em cima dela uma lâmpada. No teto, nada de lâmpada queimada, apenas um lustre velho e enferrujado sem lâmpada nenhuma.Ele subiu na mesa e colocou a lâmpada no seu lugar, ela acendeu a luz e a sala se iluminou. Ao descer da mesa ela se dirige a ele com a cara de quem iria aprontar algo e diz suavemente:
-Muito obrigado, como eu posso te pagar por esta ajuda?
Inocente ele responde que não precisa pagar, que não foi nada de mais, mas ela insiste:
-Precisa sim, ficaria muito triste se não pudesse retribuir este imenso favor...
Ao terminar a frase, suas mãos delicadamente subiram sua saia até a cintura e revelaram seu corpo inteiramente nu, e ela completou:
-Posso retribuir assim?
Com o coração disparado pela surpresa de vê-la sem calcinha e com a cabeça de baixo pensando infinitas vezes mais rápido que a cabeça de cima, foi só abrir um sorriso para que o que restava das roupas dela saisem voando pela sala. Sabe-se lá quanto tempo durou aquela loucura. Muitos beijos, apertões, arranhões e gemidos, os corpos desconhecidos exploravam-se como se tentassem sugar toda a energia um do outro, até que por fim conseguiram e tudo se transformou em êxtase. Ela acende um cigarro e caminha nua pela sala do casebre girando a camisinha em direção ao lixo, enquanto ele que lentamente se vestia recebe um recadinho dela:
-Vista-se mais rápido que daqui a pouquinho meu namorado chega... E ele não pode te ver aqui dentro!
Apavorado com a notícia, ele veste-se rapidamente e ela, vestindo apenas uma camiseta velha e comprida o acompanha até o portão. Ao se despedir ele tenta se apresentar para ela, mas ela bruscamente o interrompe e diz:
-Sem nomes... Gostei muito de dar pra ti, não vamos estragar tudo. Se um dia cruzar meu caminho novamente e outra lâmpada estiver queimada aqui em casa, eu te chamo, gatinho.
Ele saiu e o portão se fechou, ficou pensando e sorriu quando se deu conta de que tinha sido usado, como um objeto descartável, e jogado fora. Durante dias ele passou ali no mesmo horário, na esperança de outra lâmpada trocar, mas nunca mais viu ela. Um dia voltou para casa e viu que tinham demolido o casebre e que o estacionamento iria dar lugar a uma outra construção.
Ele nunca mais viu ela, mas depois disso, toda vez que vê uma lâmpada queimada, lembra-se do dia que virou um simples objeto sexual, e sorri.

31 de outubro de 2008

Prisioneiro do Coração

Toda vez que me perco, me encontro pensando em ti
Assim, depois de tantos anos... ainda não consegui me desfazer de tudo que senti
Talvez fosse melhor brigar antes de ir , magoar pensando no futuro
"Te faço mal agora para não sofreres no tempo que há de vir..."
Partir assim, levando tudo que tinha de mim, foi pura maldade
Coração partido esquece tudo com muito mais facilidade
Quanta insanidade do destino... difícil de superar
Mesmo depois de ter amado a outras e de saber que a outros tem amado
É com teu rosto que eu sonho, é no teu corpo que me imagino enroscado
Sem nem ao menos saber se ainda és do modo como te vejo
Se ainda tens as mesmas manias, os mesmos desejos
Sei que se nos encontrássemos um dia, não seria tudo igual
Talvez até nem desse certo, o que seria bem natural
Mas sei que a partir disto, meu mundo se transformaria
Ou te teria novamente, ou finalmente, livre eu seguiria...

28 de outubro de 2008

Gotan Project - Queremos Paz

Como diz Belchior, na canção À Palo Seco:
"Tenho vinte e cinco anos de sonho e
De sangue e de América do Sul.
Por força deste destino,
Um tango argentino
Me vai bem melhor que um blues..."
E se este tango for misturado com música eletrônica, melhor ainda...

Gotan Project - Queremos Paz (La Revancha Del Tango)


Gosto de quase todas as músicas do Gotan Project, mas esta considero a melhor.

Nota 1: Se não percebeu, Gotan é um anagrama da palavra tango.
Nota 2: A música da abertura da novela das 8 não é deles, e sim de outro grupo de tango eletrônico chamado Bajofondo.

27 de outubro de 2008

Possibilidades

E o caminho de pedras abriu-se diante dos seus olhos revelando um infinito mar de possibilidades que sempre esteve ali, ao alcance das mãos...
Por vezes ouvia, e até mesmo conseguia vê-lo, mas não sabia que bastava apenas um passo em frente para que tudo aquilo fosse seu. Um mundo inteiro para ser descoberto, onde mesmo o conhecido parece novo ao sabor de outros ventos...

Foto: Ricardo e o Mar - Rosa Norte/SC - Outubro de 2008

24 de outubro de 2008

Por Esta Noite

Serás minha por esta noite

Na imensidão de nossa sintonia

Terás meu corpo como morada

Meus suspiros, minha alegria

Atenderei a todos os teus desejos

E te amarei até o raiar do dia

Por esta noite...

Pois se disser que mais tempo tu teria

Mentiria...

Não passaria de pura verborragia

Uma promessa de dedos cruzados

Em meio ao mar de nossas fantasias

22 de outubro de 2008

E Deus criou Porto Alegre...

Deus, numa segunda-feira, criou Porto Alegre. Pelo menos assim pensam os portoalegrenses. Com muitas indústrias, muitos carros importados, muito topete e gente devagar no trânsito.
E achou monótona e então, na terça-feira, criou o inverno, com sua brancura, cachecóis e um bom vinho, para os gaúchos se acharem europeus.
Mas achou o frio muito triste, e na quarta-feira criou a primavera, florida e colorida para enfeitar os poucos parques e praças dos europeus.... ops, portoalegrenses.
Mas Deus a achou bucólica demais e na quinta-feira criou o verão, alegre e saudável para fazer a gauchada sorrir.
Mas o achou seco demais e na sexta-feira criou o outono, farto e ameno para se confortarem.
Então Deus achou tudo muito distante, e no sábado misturou tudo. Fez o inverno, a primavera, o verão e o outono reinarem no mesmo dia em Porto Alegre, para que tudo tivesse seu tempo e sua vida.
E no domingo Deus descansou. Na verdade caiu de cama, pois não sabia que tinha acabado de criar a GRIPE, a RINITE e o RESFRIADO.

Obs: Recebi por e-mail... procurei mas não encontrei o autor desta preciosidade.

21 de outubro de 2008

Escolhas (Por Denise)

Dia desses aconselhei minha irmã a escrever... Botar pra fora em forma de letras o que se passava em sua cabeça, e prometi que publicaria o resultado aqui.
Ela escreveu, e eu, como um rapaz de palavra que sou, cumpro minha parte!
----------------------------------------------------------------------------------
ESCOLHAS

Tenho pensado muito sobre o nosso real poder de decisão, de escolha, de definir o nosso destino. Tenho a nítida impressão que a vida é um tabuleiro de xadrez, nós somos as peças, e tem algo ou alguém que está jogando, com uma estratégia já definida. Não quero dizer com isso que não temos nosso poder de escolha nas situações rotineiras, sempre temos escolha!!!! Porém nossa vida vai indo por caminhos que não planejamos, encontramos pessoas e situações que não tínhamos idéia que estariam lá, já definidas para fazerem parte da nossa história; algumas coisas boas, outras nem tanto e algumas ruins até... não fomos nós que optamos (se fosse, só escolheríamos as boas!!!!). O importante é conseguirmos nos adaptar rapidamente e perceber o lado bom dos fatos, que sempre existe, e com o tempo conseguimos enxergar, mas às vezes na hora não. Nossa escolha está em como vamos encarar a vida, como vamos enfrentar os fatos, como vamos tratar as pessoas que estão próximas ou que surgirão no trajeto, se vamos buscar a alegria nas pequenas coisas ou só sonhar com o impossível, deixando o tempo passar e nos lamentando que ele passou. Cada momento nós podemos decidir se vamos respeitar os outros e nós mesmos, se vamos tornar o nosso dia mais feliz, se vamos tentar fazer do mundo um lugar (pelo menos um pouquinho) melhor.
Por tudo isso, mesmo que o destino já esteja traçado...
USA SABIAMENTE O TEU PODER DE ESCOLHA!!!!!

OBS: O Rica disse para eu escrever algo que estivesse passando na minha cabeça que ele postaria no blog dele, minha primeira reação foi de dizer que não sei escrever, não consigo me expor tanto assim, depois pensei que eu tinha a escolha de tentar escrever ou sempre dizer que não sei, escolhi tentar! Não tenho a pretensão de ter o talento do Rica (porque ele é o máximo!!!! Sou a fã nº 1 dele), mas aí vai algumas das coisas que tem povoado meus pensamentos.

Denise
----------------------------------------------------------------------------------

Te mete!!! Muito bom...
Quem sabe ela pega gosto pela coisa e se torna colaboradora aqui da Nau...

Te amo, Dê!

Nota: Dizem que a gente escolhe a família em que vai nascer... Se isso é verdade, eu soube escolher muito bem, pois tenho a melhor família do mundo!

20 de outubro de 2008

Tempos Atrás

Que saudade dos meus amigos

Aqueles velhos da infância

Que o tempo só de implicância

Fez questão de separar

Das tardes jogando bola

Das gurias da escola

Daquelas reuniões dançante

Do pegar na mão, deslumbrante

Da inocência a transbordar

Do tempo que passava lento

Dos cabelos, longos, ao vento

Dos nossos grandes segredos

Que hoje fazem rir

E ninguém se importa em revelar

Um passado vivo em memórias

E mesmo com diferentes caminhos

Diferentes histórias

São lembranças que pra sempre

Diariamente

No coração eu vou carregar

16 de outubro de 2008

ELA e ELE

Num dia qualquer, no meio da tarde cinza e cheia de trabalho, inicia-se uma conversa por meio de um desses comunicadores de texto virtual...


ELA: Sabe o que quero fazer com você?

ELE: Diga...

ELA: Encostar você na parede.... passar minhas mãos por debaixo da sua blusa, sentir sua pele se esquentar ao meu toque. beijar você, seu pescoço. tirar sua blusa.... sentir mais a sua pele, tirar a minha, sentir sua pele na minha. os corpos pegando fogo. beijar, beijar, beijar....

ELE: E porque não esta fazendo agora mesmo?

ELA: Porque você está ai... e eu aqui.

ELE: Seria muito bom te ter agora, pele com pele, as mãos e a boca tentando tocar todos os lugares ao mesmo tempo, a respiração acelerada...

ELA: O sangue fervendo...

ELE: Sussurros que se transformam em gemidos

ELA: Mais beijos

ELE: Hora delicados, hora agressivos...

ELA: Uma confusão de sentidos

ELE: Corpos encaixados

ELA: Suor escorrendo

ELE: Palavras ao ouvido

ELA: Sussurros

ELE: Os braços apertam ainda mais um corpo contra o outro

ELA: As bocas se colam uma na outra

ELE: As mãos deslizam pela pele suada...

ELA: Os lábios passeiam por cada pedaço do corpo

ELE: Agora tu me desculpa, mas nesse momento acabou o romantismo... te ponho de quatro e te como como nunca ninguém te comeu.

ELA: Perfeitamente!!!! E ainda te peço umas palmadas

ELE: Gosto muito... nem precisa pedir...


O trabalho fica de lado... impossível conseguir pensar em outra coisa daquele momento em diante.

Só há tempo para juntar suas coisas e sair em disparada o mais rápido possível...

14 de outubro de 2008

Final Esperado

Hoje eu vi ela com outro

Doeu

Não foi bem como eu pensava

Tudo escureceu

Sei que fiz por merecer

Só me resta aceitar

Ela bem que me avisou:

"Tu só vai sofrer

Quando outro ocupar teu lugar..."

Duas Metades

Não procure tua metade

Jamais fomos partidos ao meio

Não creia em alma gêmea

Somos completos, porém imperfeitos...

Vague pelo mundo

Em busca de constante evolução

Cruze muitos caminhos

Mude sempre de direção

Esperar quem nos complete

É empurrar a responsabilidade

Somos feitos de força e de luz

E dentro de nós mesmos

É que mora a felicidade

Não jogue para o outro

A sua imensidão

Apenas busque quem te acompanhe

E torne tudo mais lindo

Nesta longa trilha de provação

13 de outubro de 2008

Retirada

Fiz o que pude
Não posso mais aguentar
Vou sofrer mas vou adiante
Não há forças para lutar
Meu amor não é tão forte
Quanto tua indecisão
Também tenho sentimentos
Até tinha um coração...

Eu não sou só um brinquedo
Que se para de brincar
E se guarda na estante
Caso um dia de vontade de voltar a usar
A mágoa tomou meu peito
Se encontrou com a solidão
E deixou despedaçada, inacabada
Nossa incrível história de amor e paixão

--Trilha Sonora--

Marcelo Camelo e Mallu Magalhães - Janta

Pode ser cruel a eternidade

Eu ando em frente por sentir vontade

9 de outubro de 2008

Rompimento imaginário

Seguiu o seu caminho
Nem mais alegre, nem mais triste
Igual...
Seus dias não tinham mudado
Nenhum hábito havia sido alterado
Nenhum vazio foi sentido ao seu lado
A não ser em sua imaginação

Seguiu...
Um passo depois do outro
Sem rumo certo
Sem sequer saber a direção
Ou se talvez um dia
Algo que não fosse virtual
Encheria seu coração

7 de outubro de 2008

Lembrança

Dia desses o rádio tocou uma música

Que me fez lembrar daquele dia

Já faz tempo...

Talvez tu nem lembre

E mesmo que o fato ainda resida em tua memória

Duvido que sintas algo parecido ao som desta
Ou de qualquer outra melodia

Cada vez que a música ecoa em meus ouvidos

Revivo aquele momento da história

Sinto o gosto, o cheiro, visualizo a delicia de seu sorriso

E estranhamente isso me basta...

3 de outubro de 2008

O Encontro

O desejo tomou conta da minha mente
Incontrolável, intenso, quase delinquente...
Sai de casa decidido a te encontrar
Fiquei feliz quando te vi, sorridente
E se entregou sem nada questionar
Não quis saber dos meus motivos
Mas percebeu minha ansiedade
Se enroscou...
Se aninhou e fez de tudo para me acalmar
Disse exatamente aquilo que precisava escutar
Se dispôs a todos desejos saciar
Nem quis saber se algum dia iria voltar
Apenas exigiu que na saída
Eu pagasse a conta no guichê próximo ao bar...

30 de setembro de 2008

Sorte grande

Acordou empolgado, abraçou, beijou, encheu ela de carinho.
Estava atrasado para o trabalho, mas se atrasar um pouco mais por causa de uma boa transa seria um excelente motivo.
Foi completamente ignorado...
Cabisbaixo, vestiu-se como quem veste uma armadura para mais um dia de guerra. Lavou o rosto, escovou os dentes, tirou um tatu seco do nariz, peidou e sorriu.
Estava quase saindo de casa quando ela se levantou. Cruzaram-se na porta do banheiro... teve que se esquivar para que os dois passassem ao mesmo tempo pelo estreito marco da porta, ele saindo, ela entrando. Nenhuma palavra foi dita.
Seus olhares cruzaram outra vez no corredor que leva para a porta da frente. Mais uma vez nenhuma palavra foi dita.
Saiu de casa pensativo, queria entender o que havia acontecido, mas chegou na esquina e já estava pensando no que faria com todo aquele dinheiro do prêmio acumulado da loteria que iria ganhar no próximo sorteio...
Fingiu trabalhar por mais de 8 horas.
Caminhando de volta para casa pensou em como se acertar com ela.
Pensou por um tempo, mas logo lembrou do prêmio da loteria e imaginou que dentro de alguns dias naquele mesmo momento, ele poderia estar em um possante conversível. Sorriu novamente.
Ao entrar em casa foi cruelmente fuzilado pelos olhos dela. Era sua vez de ir ao mercado, mas como ele voltou de conversível, acabou esquecendo das compras da semana.
Um festival de palavras foi o que se viu. O clima ficou quente, mas eles se acertaram, afinal de contas, apesar dos pesares eles ainda se amavam!
Imediatamente veio em sua mente uma cena de sexo ardente para comemorar a reconciliação e assim partiu pra cima.
Com a sutileza de um elefante e a frieza de um iceberg ela se esquivou, alegou um mal estar qualquer que ele fingiu entender, mas sentia uma faca atravessada em seu peito.
Voltou a pensar no prêmio que iria ganhar, um pequeno sorriso apareceu em seus lábios, virou para o lado e dormiu no cantinho da cama.
Os dias vão passando e ele continua indo e voltando do trabalho a pé...
As vezes ainda sonha com a sorte grande...

Outros Olhos

Não quero ser só seu amigo
Tampouco alguém que se chame de irmão
Quero que me olhe e sintas desejo
Que sejas por meus braços envolvida
E fique com tuas pernas amolecidas
Enquanto brinco em teu corpo
Passeando entre beijos e mordidas
Deslizando suavemente os dedos
Provocando com palavras
No ritmo da nossa respiração
Quero te sentir completamente entregue
De olhos fechados, alegre
Deixando regras e medos pelo chão
Quero contigo fazer diferente
A cada dia, a cada hora
Seguindo sempre
No limite da nossa imaginação

25 de setembro de 2008

Máxima da Amélie

"Quando o dedo mostra o céu, o imbecil olha para o dedo!"
Frase do fantástico filme "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain"

Politicagem

Vendo Horário Eleitoral Gratuito, me deparei com uma candidata a prefeitura da minha cidade apelando para o fato de ser do mesmo partido do Sr. Excelentíssimo Ilustríssimo Presidente, e por isso merecedora dos votos do povo, já que assim, teria "privilégios" na obtenção de recursos para realizar todas as coisas propostas em seu plano de governo.
É lamentável que argumentos assim possam ser usados sem a mínima repercussão por um candidato. E eu que sempre achei que o Presidente do Brasil, presidia todo o pais igualmente...
Pelo menos deveria pregar isso pra parecer mais "certinho"....
Diz que tem um candidato a prefeito de uma cidade do interior que esta usando um vídeo do próprio Presidente alegando isso em sua campanha... não vi o tal vídeo, mas amigos já viram.
Não to aqui fazendo campanha, nem defendendo este ou aquele candidato, nem gosto de falar de política aqui no blog... esse não é o foco deste espaço.
Só queria que as pessoas se indignassem como eu me indigno com esse tipo de coisa lamentável que virou "normal" depois de anos e anos, mandatos e mandatos de escândalos, corrupção, etc...
Sei que este é um fato pequeno e talvez até pouco significativo, mas a política do nosso pais esta cheio de fatos "pequenos"... todos os dias.
Alguém ai vê a luz no fim do túnel??? Eu, infelizmente, não...

23 de setembro de 2008

Meu sol

Finalmente tomei coragem para fazer minha primeira tatuagem.
Decidi que queria fazer, uns 4 ou 5 anos atrás, mas não sabia qual fazer.
Encontrei o "desenho" que queria, uns 2 ou 3 anos atrás, mas não tinha coragem suficiente.
Agora que já tinha a vontade e o desenho, chegou a coragem e eu me atirei. Esta feito!
A tatuagem é um símbolo egípcio que representa o Sol, a fusão de tudo, a união de elementos geradora de energia, de força.
O local escolhido foi a perna esquerda na parte de trás da panturrilha (do lado da perna seria muito comum...).
Abaixo a imagem do Sol Egípcio que encontrei a 2 ou 3 anos atrás:
Agora tatuado na minha pele:
Dizem que depois de fazer a primeira, só vai... :P

20 de setembro de 2008

Máxima da Atitude

"A vida é 10% como a vivemos e 90% como a escolhemos."
Retirado do livro "A Escolha é Sua", de John C. Maxwell

19 de setembro de 2008

Do outro lado da lente

Com uma lente
Enxergo aquilo que quero tanto tocar.
Em algumas cenas sinto-me flutuar
Querer ir de encontro à miragem
Sentir, ouvir, pegar...
Com uma lente
Chego mais perto daquilo que não é palpável
Mas está lá
Perto e distante
Em frente e do outro lado.
Meu.

Esse veio de presente e tive que publicar...
É a perfeita descrição do real sendo barrado pelo virtual...

15 de setembro de 2008

Amanhecer

Raiou o dia...

Com seu brilho intenso que contagia

Aquecendo aos poucos a pele fria

Revelando finalmente

Os sorrisos que a noite escondia

11 de setembro de 2008

Inimigo Íntimo

Meu maior inimigo certamente sou eu mesmo

Eu e meu grande, imenso ego

Que me impede muitas vezes de ir além

Ele fica me rondando, perseguindo

Carregando várias fotos consigo

Numa espécie bizarra de mural

Estas fotos são de fatos ocorridos

Fantasmas do passado

Que não soube superar...

Quando esqueço por instantes

E rumo novamente na mesma direção

Ele flutua na minha frente

Esfregando na minha cara as lembranças do passado

Me arremessa de volta para onde eu estava

No mesmo canto escuro sem saber a direção

E sai todo orgulhoso

Com um sorriso tenebroso

De quem cumpriu sua missão

10 de setembro de 2008

Tempo Fechado



O dia virou noite

A noite engoliu o dia

Pois tudo se iluminava

Somente quando tu sorria

Dois Mundos

Entre a minha boca e a tua
Há dois mundos diferentes
Aquele em que me desejas
E o outro em que me cerra os dentes

Estes dois mundos convivem
Em eterno e imenso conflito
As vezes faz-se carinho
Outras solta-se os bichos

Isso aumenta as diferenças
Complica o dia a dia
E faz eu gostar por vezes
Da minha cama vazia

8 de setembro de 2008

Livro Aberto

Faz assim...
Faz bem ao meu ego
Faz bem pra mim
Chega de repente
Com cara de inocente
Esfrega teu corpo assim...
Explora meu corpo
Se mostra
Se entrega, enfim...
Sem restrições, sem censuras
Como um livro aberto
Que não faço questão de ler o começo
Apenas o que tu quiser me mostrar
Pois entro na tua história somente agora
E nem sabemos onde isso vai chegar...

2 de setembro de 2008

Jantar Romântico

Velas queimam lentamente sobre a mesa

Enquanto o vinho prepara, sutilmente, a sorridente sobremesa.

Revendo Bilac

Ora, dizes ouvir estrelas...

Certo que perdeste o senso!

Como ouvi-las, mesmo amando

Se a poluição e a claridade da grande cidade

Não deixa, nem ao menos vê-las?

Sobre escrever...

Não são raras as vezes que me perguntam sobre as coisas que escrevo.

Já me disseram que escrevo sobre sentimentos tão intensos e profundos que pensam ser a mais pura realidade do meu dia a dia. Que as vezes sofro muito e as vezes estou apaixonado demais.

Então eu pergunto: Porque um poema deve refletir 100% da realidade?

A vida já não é séria demais ao ponto de não podermos fantasiar nem mesmo em nosso pensamento?

Gosto de escrever sobre detalhes pequenos que vejo durante o dia, coisas simples que normalmente passariam desapercebidas, como uma conversa que escuto sem querer, um olhar que percebo, um sorriso, um rosto bonito que cruza o meu caminho, uma música que toca no rádio, um texto que leio em algum lugar, um desejo reprimido ou um simples pensamento perdido que cruza minha mente... Seja qual for a fonte da inspiração, eu moldo ela conforme me da vontade.

Isso não significa que eu já não escrevi por estar triste demais, ou feliz demais...

Significa apenas que os poemas que escrevo nem sempre são reflexos do meu dia. Pode ser uma coisa que aconteceu comigo ou com qualquer pessoa, a um minuto, ou a anos atrás.

Nem sempre existe um alvo para o poema... Mas isto também não significa que as vezes eles não tenham destino.

Toda graça que eu vejo em escrever, esta na liberdade de poder brincar com a realidade, mudando tanto para mais feia, quanto para mais bela, conforme me da vontade, conforme meu humor.

Misturar a fantasia com a realidade em uma coisa que é comum a todo mundo: Os sentimentos.

Ou vai dizer que és imune a essas coisas?

1 de setembro de 2008

Algo mais

Partiu sem olhar para trás

Levou consigo o meu desejo

E quem sabe algo mais


Brincou com os meus medos

Riu das minhas palavras

E sussurrando ao meu ouvido

Disse coisas depravadas


Esfregou seu perfume em minha pele

Bebeu, dançou, gargalhou

Usou e abusou

Depois, sem mais nem menos, sumiu


Partiu sem olhar para trás

Levou consigo o meu desejo

E certamente algo mais...

31 de agosto de 2008

Desejo

Desejo, incontrolável desejo...
Capaz de nos fazer cometer as maiores loucuras.
Desejo, quente desejo...
Só se entregando a ele por completo é que chegamos nas maiores alturas.
Desejo, apaixonado desejo...
Como resistir se a cada segundo que passa, ele fica mais forte e aumenta a nossa tortura.
Somos igualmente sedentos, e desejamos...

Postado originalmente por mim, como comentário, lá na casa da Outra. Gostei tanto do que escrevi que resolvi colocar aqui. :P

29 de agosto de 2008

Momento e melodia

Os dias passam tão corridos e iguais
Que se não pararmos por um momento
Respirar fundo e ouvir o vento
Perdemos todos os seus detalhes musicais

28 de agosto de 2008

Almoço nas nuvens

Sua sutileza transborda em cada movimento

Linda, feminina, perfeita e delicada

Ela flutua pelo caminho ao sabor do vento

Mais fascínio provoca pelo fato de não parecer querer provocar

Deixa por onde passa um rastro de homens a segui-la com o olhar

Seu sorriso cativante faz qualquer um se perder em pensamento

E não há quem, neste mundo, ao vê-la

Não fique completamente perdido no tempo

27 de agosto de 2008

Sobre a solidão...

Sempre me senti isolado nessas reuniões sociais: o excesso de gente impede de ver as pessoas...
Mário Quintana

Mestre

Se um poeta consegue expressar a sua infelicidade com toda a felicidade, como é que poderá ser infeliz?
Mário Quintana

25 de agosto de 2008

Inquietação

Por onde andas que não te encontro nem em pensamento

Estarás escondida, perdida pela madrugada

Ou terei andado pelas ruas erradas todo esse tempo

Quantos caminhos terei que trilhar a esmo

E quantos minutos passarei sozinho comigo mesmo

Pra merecer enfim tua companhia

Aquietar minha alma

E do teu corpo fazer moradia

Amanhã

A chuva feia não deu chances ao sol
Depois dele, escondeu as estrelas
A noite molhada trouxe com ela o silêncio
Que gritante
Tomou conta de tudo
Tão intenso que chegou a doer nos ouvidos
Terrível tortura dos esquecidos
Até que chegou a hora de se recolher
Deitar na cama e sonhar
Torcendo para o amanhã chegar
Reluzente como o sol
Que sempre se abre para secar
Tudo o que cinza e o escuro
Insiste em encharcar

24 de agosto de 2008

Noite de frio

Lá fora só chuva
Aqui dentro, vazio...
De pensamentos
A mente se inunda
Na solitária e úmida
Noite de frio

22 de agosto de 2008

Ele Merece

Hoje vou sair um pouco da rotina e falar sobre um dos blogs que tenho ali na lista de "Portos onde atraco". O blog que eu mais visito e que, 99,99% das vezes que visito, sou obrigado a deixar um comentário porque me encanto com os posts.
Por várias vezes já citei ele aqui, já fiz comercial dos livros que o dono do blog lançou, mas não custa fazer um pouco mais de propaganda, afinal, trabalho bom precisa ser amplamente divulgado.
O blog Vespo reúne o fantástico trabalho do meu amigo Rafael Corrêa, um artista nato.
Desde que me conheço por gente ele já fazia desenhos muito bons, com temas diversos e com um humor fora de série.
Hoje ele já lançou 2 livros de sucesso de seu filho "Artur - O Arteiro" e surpreende a cada post em seu blog, com seu humor inteligente e sacadas geniais em tirinhas como as do próprio Artur, Sapatiras, Caracteres!?, e em seus cartuns, grafismos, ilustrações e textos que brincam tanto com a atualidade quanto com a infância. Não é atoa que hoje ele participa de eventos e publicações junto com os nomes mais renomados do estado e do Brasil deste ramo.
Como se não bastasse isso tudo, o cara é muito gente boa, um baita amigão e conterrâneo.
Abaixo, alguns dos trabalhos que eu mais gosto do meu talentoso amigo Rafael Corrêa, o Vespo!


(Clica nas figuras que elas aumentam)
Acesse o blog do Vespo e confira o trabalho completo do Rafael. Vale a pena revirar o histórico de postagens pois tem muita coisa legal mesmo. O endereço é: http://vespo.blogspot.com/
Bom divertimento!

21 de agosto de 2008

A pior distância

A pior distância que existe não é a geográfica, mas sim aquela que torna os sonhos incompatíveis.
E esta não tem estrada, carro, avião ou telefonema que diminua...

14 de agosto de 2008

Mercosul

Segunda na Lua
Terça em Marte
Quarta na Merda
Quinta mais Jovem
Sexta com Vermes
Sábado e Domingo é tudo igual...
Quem entende o dia a dia de nossos hermanos?

13 de agosto de 2008

Momento

Os olhos fecham lentamente
A boca entreaberta se mostra sedenta pelo beijo
O pescoço inclina levemente para o lado
O cabelo escorrega revelando uma parte de seu pescoço
Com um movimento leve completo o serviço deixando sua nuca completamente amostra
Meus lábios deslizam por ela causando arrepios
Sua pele suave e cheirosa é um convite para o pecado
Entre beijos, lambidas e mordidas vou lentamente subindo em direção a sua boca
A respiração já esta acelerada
O corpo exala calor
Quando os lábios se encontram o desejo é tanto
Que o beijo forte e molhado transborda amor
O corpo pede, a mente implora, o coração deseja
E não existe força no mundo que nos separe neste momento

12 de agosto de 2008

Feliz aniversário

Hoje estou completando 28 anos de vida...
O tempo passa rápido demais, o corpo envelhece, mas a mente não.
Nestes anos que se foram, conquistei muitas coisas, perdi outras, e algumas deixei escapar.
Ainda tenho muito trabalho pela frente pra chegar onde desejo estar.
Da família vem a base para tudo, construída com muito amor, carinho e dedicação.
Dos amigos e amores, muito mais que momentos agradáveis... verdadeiras lições de vida, as vezes transmitidas com um simples sorriso ou um olhar.
Isto formou o que sou hoje, um conjunto da vivência, misturada a todos os meus erros e acertos...
Acredito estar no caminho certo...

Que venham os próximos anos com seus desafios!
Que a experiência adquirida ao longo desta caminhada, me ajude a enfrentar com mais força os obstáculos que ainda terei pelo caminho, e que cada vez que eu tropece, eu possa contar com a ajuda daqueles que me querem bem, para me reerguer e continuar.
Um brinde!!!

6 de agosto de 2008

Pela frente

Não sei qual o meu caminho
Se é de flores ou de espinhos
Mas não quero ficar a pensar
Só quero seguir em frente
Sem essa eterna obrigação
De estar sempre contente
Quero cair e chorar...
Sorrir e levantar...

28 de julho de 2008

Repetição

Idéia distante
Discurso delirante
Sorriso marcante
Situação um tanto quanto estimulante
Tudo muda a todo instante
Beijamos outra boca
Mudamos de amante
Tudo para deixar a vida
Um pouco mais interessante

25 de julho de 2008

7 motivos

A tempos não postava nada do Grêmio aqui, mas hoje não deu para evitar...
Ganhar de 7 x1 do Figueirense (que infelizmente era touca do Tricolor) e ainda por cima assumir a liderança do campeonato não é todo dia que acontece e merece meu comentário.
O Tricolor jogou demais ontem, um verdadeiro passeio.
Mas agora vamos colocar a cabeça no lugar... nada esta ganho, este foi apenas um passo.
Estamos caminhando no rumo certo e espero em breve ter que pedir desculpas ao Celso Roth por pegar tanto no pé dele. (Mas ainda to com o pé atrás...)
Algumas deficiências do time ainda estão expostas e precisam ser corrigidas urgente.
Domingo estarei no Olímpico Monumental apoiando o time contra o sempre perigoso Palmeiras, mas até lá...
Tenho 7 motivos para estar de bom humor hoje... E isto em 1º lugar... hehehehehe

Da-lhe Tricolor!
JAMAIS NOS MATARÃO!!!

23 de julho de 2008

Poemas no Ônibus 2008

As inscrições para o projeto "Poemas no Ônibus" aqui de Porto Alegre vão até o dia 18 de agosto.
Vou me inscrever este ano com um poema... Só ainda não decidi qual, então vim aqui pedir ajuda para escolher.
Por ser um poema colado na janela dos ônibus e dos trens, acho que ele tem que ser pequeno, simples e direto para atrair a atenção das pessoas. Texto muito grande, a maioria das pessoas nem lê.
Separei aqui alguns dos meus poemas que acho que se encaixam no "perfil" e poderiam ser candidatos:
- Palavras
- Escrevendo Poemas...
- O que importa
- Desafio
- Selvagem
- Alma penada
- Sintonia e sinfonia
- Desentendimento
- Aventureiro
Se você tiver tempo (e saco) para me ajudar nisto, ficarei muito feliz com sua opinião.

Pra quem tiver interesse em participar também, clica AQUI para saber como.

Reação

Eu vi uma lágrima correr em seu rosto
Ouvi sua voz engasgar na tristeza
Senti um peso imenso em meus ombros
E a necessidade de tentar mudar tudo
Para devolver rápido ao mundo
A suavidade de tua leveza

Em tempos de lei seca...

22 de julho de 2008

Inspiração

Percebi que tenho, ultimamente, apelado para fotos, vídeos e afins aqui no blog.
Minha desculpa básica seria de que ando sem tempo para escrever, mas é mais do que isso...
A verdade é que ando sem idéias...
Ta faltando inspiração por aqui...
Que coisa...

Lembrei daquela frase feita:
"Precisamos de mais vida em nossos dias e não de mais dias em nossa vida!"
Não lembro o autor, acho até que ja coloquei ela aqui no blog... sei lá... deixa assim...

21 de julho de 2008

Achmed - O terrorista morto

Porque segunda é um saco e nada melhor do que dar umas boas risadas...

Olhe também os outros vídeos do Jeff Dunham, principalmente os do Walter . Vale a pena.
I kill you!!! :P

15 de julho de 2008

The Doors - The Ghost Song


Letra
Lançado mais de 7 anos depois da morte de Jim, o álbum "An American Prayer" une novamente o poder das palavras do Rei Lagarto com a incrível musicalidade de John Densmore, Robby Krieger e Ray Manzarek.
"The Gost Song", para mim, reúne toda a genialidade desses caras: Poemas e as notas musicais em perfeita sintonia!
Além de tudo, o videoclipe é sensacional

14 de julho de 2008

Agora

"Por não confiar ou acreditar no "Agora" é que resgatamos o passado ou chamamos o futuro a todo momento"
Trecho do texto inicial do instigante filme Zeitgeist

10 de julho de 2008

Lembranças

Essa noite tive um sonho delirante
Daqueles que a gente mistura e se perde a todo instante
E se esquece quase tudo ao acordar
Não sei se as coisas aconteciam sem lógica
Ou se tinha uma ordem que eu não consigo lembrar
Quando acordei algumas coisas vinham a mente
Fragmentos desordenados, nada coerente
Uma história sem roteiro pra guiar
Lembro de encontrar vários amigos
Mas também desconhecidos
Que nada explica estarem lá
E ao passar o dia revirando a memória
So pensamentos confusos vinham pra fora
Sem chegar a algum lugar
Pessoas, desejos, delirios e ensejos
Num canto obscuro da mente
Perdidos pra sempre
Ou quem sabe até o próximo sonhar

9 de julho de 2008

Promoção

Estava eu passeando pelo shopping ontem quando passei por uma famosa lojinha de surfista.
Uma bela jaqueta chamava a atenção bem próximo a porta de entrada, e eu sem pensar, entrei para vê-la.
O vendedor, que se deu o título de meu "melhor amigo" no momento em que pisei na loja veio falando as mil maravilhas daquela peça e de como eu era uma pessoa de sorte por ela ainda estar na loja, porque era perfeita para mim...
Perguntei o preço da jaqueta e antes de responder ele contou entusiasmado que tinha sido "obrigado" a pegar uma igual para ele quando chegou a coleção.
Depois de mostrar todos os detalhes e vestir a jaqueta de umas 3 maneiras diferentes para mostrar a versatilidade do produto e me falar que ela tinha sido usada até no desfile de modas de sei la eu onde, ele me perguntou se eu tinha percebido o "Up no Style" que aquela magnífica peça poderia me proporcionar.
Gostaria de poder mostrar aqui a cara que ele fez quando respondi a ele dizendo que aquilo era apenas uma peça de roupa, e não uma entidade que mudaria a minha personalidade.
Ele seguiu argumentando, da sorte que eu tinha de encontrar aquela jaqueta, que além de tudo, ela estava em promoção. Eu já estava até me convencendo da "incrível" sorte que eu tinha dado ali, mas ai ele me disse o preço daquele ser que mudaria meu futuro. O preço normal era R$ 780,00, mas como ela estava na promoção, ficava "APENAS" R$ 660,00.
Quase que eu perguntei quantos meses ele ia trabalhar para pagar aquela revolucionária jaqueta que ele "teve que pegar", mas lembrei que cada um tem seus valores (e não adianta nada a gente querer muda-los).
Agradeci a atenção e sai da loja pensando nesta distorção, de o quanto as pessoas valorizam andar com roupas de marca, ter tudo da moda, celular último modelo, mostrar que são "In"...
Óbvio que tem coisas que valem mesmo a pena, pela qualidade, durabilidade, e até mesmo pela beleza, mas vamos combinar que tudo tem limite.
Meu dinheiro não dá em árvores, e mesmo que desse, acho que jamais conseguiria fazer parte desse mundinho fútil de aparências.
Ainda mais agora que tudo pode ser pago em 10, 12 vezes... É uma farra. O pessoal vai comprando, comprando, comprando, sempre com aquela desculpinha de que "é só xx por mês" e quando vê não tem dinheiro pra ir naquele médico que ta precisando.
Tenho coisas de marca, tênis principalmente, pois duram mais e são confortáveis, mas compro aqueles de 80, 100 eu já penso várias vezes e ainda pago chorando.
Mais que isso é absurdo.
Meu futuro, minha saúde e meu confortável padrão de vida são muito mais importantes do que uma etiqueta de marca.
Mas, vai saber... tem gente que valoriza essas coisas...
Cada um no seu quadrado, né...

DJ

Mix and Dance

8 de julho de 2008

Gui Boratto - Beautiful Life


A música é um espetáculo e o clipe é sensacional.
Gui Boratto é o cara! Minimal de 1ª qualidade!

7 de julho de 2008

Mais uma Máxima

"A vida é curta, quebre as regras, perdoe rapidamente, beije demoradamente, ame verdadeiramente, ria incontrolávelmente, e nunca deixe de sorrir, por mais estranho que seja o motivo."
Essa estava no mesmo e-mail da anterior, também não sei o autor... Mas é uma baita verdade.

A mais difícil é essa de perdoar rapidamente... bem complicado isso... o resto já esta no sangue.

Outra Máxima

"A vida pode não ser a festa que esperávamos, mas enquanto estamos aqui, deveríamos dançar."
Recebi por mail, não sei de quem é...

Uso muito essa...

Máxima óbvia!

"A correta definição do tempo, de quantos minutos são suficientes para uma ocasião, está diretamente ligada ao momento e a intensidade de cada situação."
Eu mesmo num momento "pensando sobre pensar"

4 de julho de 2008

Altered Perception

(Clica na loucura acima que ela fica enorme)
Desenho feito durante algumas reuniões de trabalho...

2 de julho de 2008

Questão pertinente

Como aquietar uma mente delirante
Que a quase todo instante
Reflete sobre a forma de pensar
E repensa tudo
Compara atos, palavras e fatos
Na busca de equalizar
Idéias e ideais
Que nem sempre parecem iguais?

Busca

Solto na multidão
Perambulando sozinho
Perdido na imensidão do ser
Tentando se encontrar
Sonhando
Lutando pra conquistar
Chegar
Deitar
Se espichar
Sorrir
Conversar
Achar um refúgio
Um canto para se aconchegar

27 de junho de 2008

Ave pequena

Voe, ave pequena
Não sinta medo, sinta apenas o ar
Encare o vento, mesmo que forte
Pois determinação, coragem e sorte
Eu sei que nunca não vão lhe faltar.
Voe, ave pequena
Ao horizonte, sem hesitar
Conquiste a tudo em seu caminho
Saia do ninho
O mundo é o seu lugar.
Voe, ave pequena
O mais alto e belo que imaginar
Voe pra longe ou voe pra perto
Estarei sempre te acompanhando
Admirando o teu voar.

24 de junho de 2008

Responsabilidade Social?

Postos de gasolina que dizem plantar árvores cada vez que você abastece e polui o planeta.
Bancos milionários que oferecem aos clientes a chance de doar dinheiro para instituições carentes por uma pequena taxa a cada uso de seus cartões de crédito.
Até xampus que dizem preservar a natureza mas não são, ao menos, biodegradáveis.
Faz-se de tudo para atrair esse grande grupo de consumidores com a consciência pesada que ficam olhando tudo atônitos, mas não se mexem para fazer nada.
Para mim, o efeito é o mesmo de estar de dieta, ir comer num desses Fast Foods da vida e pedir refrigerante light...
Até ajuda um pouquinho, mas quem realmente sente a diferença?

23 de junho de 2008

Pensamento insistente

Como seria bom se a gente pagasse
Somente por aquilo que realmente cometeu.
Da próxima vez, mete o pé na lama, abostado!
Já que nessa história de qualquer maneira tu tá condenado
Melhor dizer que esta muito arrependido depois
Que foi impulso, ódio, rancor,...
Do que ser, sem direito a defesa, julgado
E então sofrer de longe, calado
Sem ao menos desfrutar o prazer do pecado

17 de junho de 2008

Máxima - Encontro

"Quando duas pessoas se encontram há, na verdade, seis pessoas presentes: Cada pessoa como se vê a si mesmo. Cada pessoa como a outra vê. E cada pessoa como realmente é."
Willian James

15 de junho de 2008

Máxima

Um grande amigo me disse, tempos atrás, um ditado que é muito útil para tudo e todos.

"O peixe não sabe que está molhado!"
Adel

É... Olhar para o lado é muito fácil, já olhar para si mesmo...

14 de junho de 2008

Em recupração

Estou de molho em casa...
Fiz uma cirurgia quarta passada e agora estou de repouso. Tirei 10 dias de férias do trabalho e minha mãe veio de Rosário para me cuidar. Junto com minha irmã, estão me paparicando muito... e eu nem gosto disso né... hehehehe
Agora estou bem e me recuperando rápido.
Em breve voltarei a ativa!

9 de junho de 2008

Gosto musical é igual a cu!

Assim como o famoso orifício de saída (e entrada para alguns), gosto musical é único, CADA UM TEM O SEU.
Cada vez mais sites, blog, fotologs e afins estão colocando aqueles malditos players embutidos em suas páginas, então quando tu entra, já sai tocando uma música qualquer e tu tem que sair catando onde esta o maldito player e o botão do Stop.
Eu trabalho no computador escutando música, e uma coisa importante é que trabalho escutando músicas que agradam ao MEU gosto.
Quando saio a fazer "visitas" nas páginas alheias, normalmente abro vários links em "abas" diferentes no Firefox, e é ai começam os meus problemas...
Como tenho a mania de abrir vários links ao mesmo tempo para depois sair lendo, abro todos em abas e depois vou indo em cada uma para ler, mas ultimamente várias músicas tem começado a tocar ao mesmo tempo, somando-se a música que já esta tocando no meu computador, ai eu tenho que passar de aba em aba procurando onde esta o player que esta gritando em meus ouvidos. As vezes demoro para achar e já me canso, então vou fechando as abas abertas até identificar a que estava com som, e nesta eu já não volto, pelo menos naquele dia...
Alguns que visito com frequência eu já sei o local do player, então fica fácil, mas aumentou meu "trabalho" para a visita...
Antes eu digitava o endereço e lia, agora digito o endereço, procuro o player para clicar em stop e depois leio.
Nunca gostei de coisas que acontecem automaticamente quando se entra na página, além de demorar mais para carregar, se tu não esta com os fones de ouvido no computador, chama a atenção da sala inteira.
Então meu caro amigo, minha cara amiga, guarde o seu gosto musical para você, e me deixe navegar por ai escutando as minhas músicas tranquilo...

4 de junho de 2008

Máxima - Filosofia de vida

Recebi isso por e-mail hoje, estava no meio de um texto atribuído a uma determinada pessoal que duvido muito que tenha falado isso, portanto colocarei aqui sem citar o autor, mas o que importa é que achei sensacional e virou "Máxima", ou seria "Filosofia de vida"?

"A vida não deve ser uma viagem para o túmulo, com a intenção de chegar lá são e salvo, com um corpo atraente e bem preservado. Melhor enfiar o pé na jaca - Cerveja em uma mão - tira gosto na outra - muito sexo e um corpo completamente gasto, totalmente usado, gritando: VALEU !!! QUE VIAGEM!!!"

Realmente, uma linha de raciocínio no mínimo interessante... hehehehe

3 de junho de 2008

Sonhar acordado

Porque em sonhos pareces encanto
E de feliz eu canto só por cantar
Se acordado eu fico calado
Na busca eterna por um simples e puro olhar?

2 de junho de 2008

Conversa de sábado

Empolgada, ela diz:
Oba, hoje tem o último capítulo da novela!!!
Então respondo:
Porque tanta empolgação? Segunda-feira começa outra mesmo, jamais vamos nos livrar disso...
E lembre-se, saia de casa antes de começar aquela tal de Zorra hein...

29 de maio de 2008

Cirque du Soleil

O que falar do Cirque du Soleil...
Não é a toa que eles são os melhores do mundo!
O espetáculo é mágico, encantador, tudo perfeitamente sincronizado, cada passo, cada movimento é cuidadosamente executado. Só resta ao publico fica de boca aberta olhando.
Só pelo trailer aqui abaixo da pra ter uma leve idéia do que eu estou falando.

Algumas coisas que me impressionaram muito:
- As músicas são todas executadas ao vivo, os músicos e as cantoras são incríveis. Um show a parte!
- A perfeição do sincronismo e a beleza dos movimentos fazem tudo virar um espetáculo. Até mesmo a montagem da rede de proteção para os trapezistas é um show de dança, música e luzes.
Que o Cirque Du Soleil volte muitas e muitas vezes para Porto Alegre, com mais de seus maravilhosos espetáculos.
Eu certamente irei assistir.