19 de setembro de 2007

ELE e ELA

Ao abrir porta de casa, ele encontra ela sentada, com um olhar fulminante, furiosa.
ELA - Não da mais pra continuar desse jeito!
ELE - Que jeito?
ELA - Assim como tá!
ELE - Contigo reclamando o tempo todo?
ELA - Como assim?
ELE - Como assim o que?
ELA - Como assim "Eu reclamando o tempo todo"?
ELE - E não tá reclamando desde que botei o pé na porta?
ELA - São 10 horas da noite, tu saiu do trabalho as 6 e não veio pra casa!
ELE - Não vim porque sabia que tu ia ficar reclamando.
ELA - Mas tô reclamando porque tu chegou tarde, se tu tivesse vindo pra casa depois do trabalho, ficar comigo ou me convidar pra sair eu não iria reclamar.
ELE - Acharia outro motivo... Tu reclama sempre.
ELA - Que horror!
ELE - Ontem tu reclamou do cheiro, disse que eu estava com um perfume diferente, pois só se fosse da velha que veio colada em mim no ônibus lotado. E hoje eu resolvi tomar um chope pra espera esvaziar um pouco o ônibus pra não chegar com outro maldito perfume pra ti não reclamar, mas olha no que deu...
ELA - Tu é um grosso!
ELE - Tu só reclama mesmo... vou tomar um banho.
ELA - Banho... Posso tomar contigo?
ELE - Claro meu amor, eu adoraria!
Muitos beijos e abraços a caminho do banheiro...
ELA - Chope é!!! Tu tá bêbado?
ELE - Que nada, só tomei uns 3.
ELA - E tu estava sozinho?
ELE - Estava com a ... hum... com o pessoal do escritório.
ELA - Quem é que estava contigo?????
ELE - O pessoal do escritório amor... tira a roupa logo e vem pro banho.
ELA - Sem vergonha! Não vou tomar banho contigo!
ELE - Que isso, vai começar novamente?
ELA - Não da mais pra continuar desse jeito!
ELE - Que jeito?
ELA - Assim como tá!
ELE - Contigo reclamando o tempo todo?
ELA - Como assim?
ELE - Como assim o que?
.
.
.

2 comentários:

Wesz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Wesz disse...

Tche, não tenho mas nada para acrescentar.
Excelente!